Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Regeneron diz que sua terapia com anticorpos reduz internações em 70%

Farmacêutica afirma que tratamento pode encurtar período da doença para 4 dias; resultados, no entanto, ainda não foram revistados por pares

Publicado em

A Regeneron Pharmaceuticals Inc. publicou um comunicado nesta terça-feira (23) em que afirma que o tratamento com anticorpos da Covid-19, produzido pelo seu laboratório, conseguiu encurtar o período da doença para quatro dias, além de reduzir as hospitalizações e mortes em torno de 70%.

Em todas as doses administradas, o tratamento reduziu significativamente a carga viral do paciente. Agora os tratamentos estão sendo testados para ver se podem prevenir a infecção.

O coquetel foi feito a partir de anticorpos monoclonais, proteínas feitas em laboratório que podem aumentar a resposta imunológica do paciente no combate de doenças.

Continua depois da publicidade

No entanto, os tratamentos para o novo coronavírus parecem funcionar melhor no início de uma infecção. Este inclusive foi o tratamento usado com Donald Trump, ex-presidente dos EUA, quando ele foi contaminado pela Covid-19 no ano passado.

O tratamento do Regeneron já foi autorizado para uso em uma dose mais alta pelo tratamento da Food and Drug Administration (FDA, equivalente à Anvisa). A farmacêutica agora busca autorização para uso emergencial de seu coquetel de anticorpos numa dosagem mais baixa – o que pode dobrar a capacidade de fabricação.

“Discutiremos rapidamente os novos dados com as autoridades regulatórias e solicitaremos que a dose de 1.200 mg seja adicionada à autorização para uso emergencial dos Estados Unidos, para que o suprimento antecipado de REGEN-COV esteja disponível para tratar ainda mais pacientes”, disse o George Yancopoulos, presidente e diretor científico da Regeneron.

O estudo está em estágio final e envolveu cerca de 5 mil pacientes não hospitalizados. Cada um tinha pelo menos uma comorbidade que os tornaria mais vulneráveis aos sintomas graves da Covid-19. Da pesquisa, 35% eram latinos/hispânicos e 5% eram negros.

Na quinta-feira, o FDA comunicou que o tratamento com anticorpos da Regeneron pode proteger contra todas as variantes do novo coronavírus, o que mais tem preocupado os cientistas.

O órgão revisou as pesquisas feitas sobre as mutações das novas variantes. Embora nenhum dos experimentos tenha envolvido pacientes vivos infectados, o FDA disse que a descoberta era séria o suficiente para justificar uma alteração nas autorizações para uso emergencial.

Vale ressaltar, no entanto, que os resultados não foram publicados revistas científicas, nem foram revisados por pares. A empresa disse que planeja submeter os resultados numa revisão o mais rápido possível.

A Regeneron não é a única empresa trabalhando em um tratamento com anticorpos. A farmacêutica Eli Lilly tem dois tratamentos autorizados, mas os resultados não estão sendo tão positivos contra algumas das variantes.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em