Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Viagens de fim de ano ainda divide opiniões; Confira os relatos

Publicado em

Apesar de a pandemia do novo coronavírus ainda ser uma realidade, brasileiros começam a planejar viagens de fim de ano. Com a incerteza, maiores apostas são os locais de praia.

Por mais que a Covid-19 assole o país, e esteja em sua segunda onda em outras nações, a vontade de viajar permanece firme e forte para muitos brasileiros. Com isso, empresas de turismo acreditam que o mercado reaqueça novamente.

Leia também: Conheça as cinco cidades mais lindas do México

Continua depois da publicidade

No entanto, uma grande questão paira o momento: viajar ou não viajar? O medo do vírus e a instabilidade do presente criam o dilema. Dessa forma, o questionamento divide opiniões e é palco de debates.

Viagens de fim de ano

Apesar de o Brasil contabilizar uma média diária de 522 mortes por Covid-19, a entrada na fase verde em algumas regiões anima brasileiros a procurar destinos para o fim do ano.

Ainda assim, agências de turismo relatam queda significativa na procura e fechamento de pacotes de viagem em comparação ao ano passado.

De acordo com Fernanda Oliveira, funcionária da BTour Turismo há 18 anos, houve, aproximadamente, 60% de queda no fechamento de pacotes para o final do ano.

“Diminuiu bem a procura com relação ao ano passado, justamente porque está todo mundo meio apreensivo de sair das suas casas”, ressalta.

No país, apenas o Nordeste abriu suas portas para o fim do ano. Já, pensando em locais internacionais, a opção que existe é o Caribe.

Mesmo com a reabertura, Fernanda destaca a importância de seguir as medidas de segurança. “Os procedimentos para viajar, tanto perto quanto longe, é seguir efetivamente a todas as recomendações, os protocolos de higiene”, finaliza.

Erika Borgio é mãe e pensa duas vezes antes de viajar. Ademais, reforça que o planejamento é feito pensando em sua filha e na segurança de toda a família. “Acho que tem que pensar no que é bom para a criança, não para a gente, que sabe se cuidar melhor”, pontua.

Já Izadora Del Bianco Reis, estudante de Jornalismo, planeja ir para alguma praia no litoral de São Paulo, junto a sua família, mas ainda não tem planos concretos para o fim do ano.

Além disso, afirma que é possível viajar se as recomendações forem seguidas. “Tomando todos os cuidados necessários, é possível continuar com a rotina normalmente.”, confirma.

Turismo e impactos do Coronavírus

O turismo foi um dos mais afetados pelo coronavírus. Em meio ao vírus, voos foram suspensos e viagens canceladas ou remarcadas.

Segundo a Confederação Nacional de Comércio, Serviços, Bens e Turismo (CNC), o setor acumulou uma perda de R$ 87,7 bilhões, entre março e junho.

Além disso, conforme a Organização Mundial de Turismo (OMT), houve uma queda de 44% no fluxo de turistas internacionais, entre janeiro e abril, o que equivale a um prejuízo próximo a US$ 195 bilhões.

Fonte: Falauniversidades

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X