Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Turismo cresce mas faturamento fica abaixo do esperado para a alta temporada

Publicado em

Apesar de ainda não haver uma vacina contra o novo coronavírus, os turistas estão se sentindo mais seguros para viajar. É o que aponta a pesquisa de outubro da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que divulgou os dados e impactos da pandemia na comercialização das operadoras.

Apesar de os números continuarem menores que do ano passado, existe um crescimento gradual e constante das vendas, tanto que 90% das operadoras consideram outubro melhor ou igual ao mês anterior, setembro.

Em relação ao volume de vendas, 18% das agências apontaram ter tido um faturamento entre 50% e 100% do registrado em outubro de 2019. Já 4% faturaram mais que no mesmo mês do ano anterior.

Continua depois da publicidade

O número de empresas em outubro que faturaram 90% menos do que o ano passado está em 35%, lembrando que em abril, o pior mês de vendas de 2020, essa porcentagem estava em 80%.

Leia também: Enjoy Punta del Este anuncia data de reabertura

Pela primeira vez, a pesquisa trouxe dados sobre a aquisição de seguros-viagem, um componente importante nas vendas, principalmente neste momento em que o mercado apresenta opções com cobertura exclusiva para a Covid-19. Mais de 60% das operadoras apontaram que a aquisição de seguros se manteve estável ou cresceu entre as demandas.

As 10 praias mais bonitas do Brasil | Super
Foto: Reprodução

A aproximação da alta temporada aponta uma retomada no setor: 76% das operadoras comercializaram viagens para o primeiro semestre de 2021 e 63% venderam roteiros para dezembro, principalmente por causa do Natal e do Réveillon.

Mesmo assim, para cerca de metade das agências, o faturamento da alta temporada não vai atingir nem 50% do que foi registrado ano passado.  Entre os motivos estão questões como abertura de fronteiras e variação cambial.

A Braztoa estima que o setor deixou de faturar cerca de R$ 4,5 bilhões por conta do Covid-19 no primeiro semestre de 2020.

Destinos mais procurados 

A pesquisa indicou que a preferência do turista por áreas com praia permanece. O Nordeste foi mais uma vez o destino nacional mais vendido, principalmente pacotes para Salvador, Porto de Galinhas e Fortaleza.

Depois vem a região Sul do país, com Gramado, na Serra gaúcha, e em seguida, o Sudeste, com o interior de São Paulo e o Rio de Janeiro.

Trash the Dress - Mari e Caio - Gramado-RS
Foto: Reprodução

Já as viagens internacionais têm como grande líder o México, com destaque para Cancún. Na América do Sul, a Argentina lidera o ranking.

Permaneceu no mês de outubro a tendência de compra de viagens com maior antecedência. Os embarques para o segundo semestre de 2021, por exemplo, corresponderam a 45% das vendas das operadoras.

Fonte: CNN Brasil

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X