Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Os destinos mais procurados pelos brasileiros para viajar em 2021

Praias no Nordeste e cidades do interior paulista são algumas das apostas para as próximas férias

Publicado em

Apesar de dois a cada três brasileiros dizerem que não se sentirão confortáveis para viajar até que haja uma vacina, os planos para 2021 não pararam – pelo menos não virtualmente.

Com a flexibilização das medidas de isolamento e a retomada gradual do turismo, viajantes vêm pensando a longo prazo e já estão buscando o seu próximo destino. Mas quais são as suas preferências?

Em primeiro lugar, é consenso da indústria do turismo que, neste momento inicial de recuperação, viajantes darão prioridade para destinos dentro do Brasil.

Continua depois da publicidade

São vários os motivos desta escolha: a crise financeira agravada pela pandemia, o desemprego, a alta das moedas estrangeiras e as restrições de entrada de brasileiros em outros países – que tornam os planos de viagens internacionais ainda mais incertos e arriscados.

Leia também: Viagens de fim de ano ainda divide opiniões; Confira os relatos

Essa movimentação do turismo nacional é refletida nos números das plataformas online de viagens.

Uma pesquisa do Booking, por exemplo, mostrou que destinos domésticos estiveram presentes em 83% das listas de desejo (as wishlists) criadas pelos seus usuários entre maio e junho deste ano, um aumento de 15% em relação ao mesmo período de 2019.

Entre os lugares para visitar no Brasil, os destinos próximos à natureza são uma das maiores apostas: a tendência é que, em 2021, se busque mais por praias, montanhas, cânions, serras e regiões ribeirinhas. Confira:

Nordeste em foco

Entre os lugares favoritos dos brasileiros para 2021, o Nordeste se destaca. Em um levantamento da Decolar, dos dez destinos mais buscados pelos viajantes até outubro deste ano, sete  ficavam no Nordeste: Fortaleza ocupou o primeiro lugar, seguido de Maceió, Recife, Natal, Salvador, Porto Seguro e João Pessoa.

Os únicos destinos fora da região foram Rio de Janeiro, São Paulo e Florianópolis.

Fortaleza foi o destino mais buscado pelos brasileiros na plataforma Decolar (Phaelnogueira/Getty Images) 

Mais uma cidade do Nordeste em evidência para o ano que vem é Aracaju. A capital sergipana foi eleita o destino tendência para 2021 pelo buscador Viajala, com um aumento de 35% na procura durante a pandemia, entre abril e outubro, e uma queda de 32% na média de preços em comparação ao mesmo período do ano passado.

“Sergipe é mais barato e menos concorrido como destino turístico que outros estados do Nordeste, ou seja, não recebe o mesmo fluxo intenso de pessoas na alta temporada que Bahia ou Ceará, e isso, no pós-pandemia, é uma grande vantagem”, explica Josian Chevallier, co-fundador do Viajala.

Além de Aracaju, outros destinos que se destacaram no estudo do buscador foram São Luís, Recife e João Pessoa, todos com uma queda de mais de 20% na média dos preços.

Aracaju foi nomeada o destino tendência para 2021 pelo Viajala (Diógenes Santos/Flickr)

As praias de São Paulo e do Rio

Os destinos de praia são de fato os mais procurados, e vão para além da região do Nordeste. O litoral paulista e o fluminense também aparecem em alta nas buscas dos brasileiros, especialmente no Airbnb.

Em um levantamento da plataforma, que destacou 15 cidades do país para 2021, cinco delas eram destinos litorâneos em SP e no RJ: Angra dos Reis, São Sebastião, Ubatuba, Búzios e Paraty.

Uma das praias mais bonitas de Ubatuba (SP), a Praia do Cedro (Guilherme Andrade/Viagem e Turismo)

Essa tendência também foi notada em uma pesquisa do Booking, na qual a cidade do Rio de Janeiro e Ubatuba foram, respectivamente, o segundo e o quarto lugar entre os destinos brasileiros mais procurados na última semana de agosto. GuarujáIlhabela e Búzios também figuraram no top 10.

A natureza do interior paulista

O mesmo estudo do Booking também revelou uma preferência pelo interior do estado de São Paulo. Campos do Jordão, por exemplo, foi o destino mais procurado pelos brasileiros no final de agosto.

E a região também se destacou entre as cidades que tiveram aumento mais rápido de buscas em relação ao mesmo período de 2019: além de Campos do Jordão, SocorroSanto Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí estão em alta.

Um fim de tarde glorioso em Campos do Jordão, com a Pedra do Baú ao fundo (paulobaqueta/Getty Images) 

A escolha de locais mais isolados e perto da natureza foi significativa também no Airbnb, onde a procura por casas de campo aumentou.

Segundo a plataforma, viajantes têm priorizado destinos “hiperlocais”, em cidades a até 300 km dos centros urbanos, para ir de carro e se manter longe de aglomerações.

Em muitos casos, são famílias em busca de um refúgio fora das cidades grandes, e, ao mesmo tempo, com boa infraestrutura (como conexão à internet), para conciliar férias com a família e home office.

Destinos internacionais

A Decolar também analisou os dez destinos internacionais mais buscados pelos viajantes para as férias do ano que vem.

Assim como em 2019, Orlando ocupa a primeira posição, seguido de Cancún – destino caribenho já aberto para brasileiros e que tem atraído turistas com pacotes promocionais.

Cancún é um dos destinos internacionais mais procurados para 2021 – e já aceita viajantes do Brasil 

Dos outros oito lugares mais procurados, dois são para os Estados Unidos (Miami e Nova York). A América do Sul aparece com dois destinos (Buenos Aires e Santiago), e a Europa com três (Lisboa, Paris e Londres). Punta Cana, na República Dominicana, completa a lista.

Já o Viajala destacou Los Angeles, cuja procura subiu 15% mais que a média e o preço caiu 33% de abril a outubro, e Barcelona (com aumento de 7% nas buscas e preços 11% menores) como os destinos internacionais para 2021.

Novas experiências

Outras tendências que valem ser mencionadas são as experiências exclusivas e o turismo sustentável. Em relação à primeira, uma das prioridades para viajar em tempos de Covid-19 é fugir de aglomerações.

A escolha dos viajantes pela segurança do isolamento e mais autonomia aumentou a demanda por passeios privativos – como foi o caso do aluguel de motorhomes e embarcações marítimas, segmentos que viveram um verdadeiro boom depois da pandemia.

Com a possibilidade de isolamento e mais proximidade com a natureza, o caravanismo é uma tendência do turismo pós-coronavírus (cookelma/Getty Images)

Já quanto às viagens sustentáveis, uma das apostas do Viajala é que essa modalidade voltará a ser foco nesse momento de retomada do turismo.

Movimentos de fortalecimento de pequenos empreendedores locais tiveram a mais destaque durante a pandemia, devido ao maior risco de quebra desses negócios.

Além disso, experiências que tragam contato com comunidades locais, gastronomia afetiva e produtos artesanais poderão ser privilegiados na escolha.

Fonte: Viagemeturismo

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X