Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Eu ganhei sem saber?

Publicado em

Você sabia quando sair de perto de uma roda de amigos ou familiares, geralmente eles comentam sobre alguma característica sua ou algo relacionado a sua personalidade?

São mencionados adjetivos que caracterizam como uma espécie de fotografia do seu DNA emocional, a percepção que eles têm de você, ou seja, o seu “personal brading” (sua marca pessoal).

Imagem: Reprodução

Continua depois da publicidade

Quais são as palavras ditas na sua ausência? Sabe quais são? Existe uma maneira de codificar ou alterar essas impressões?

Leia também: Um diálogo de si mesmo

Quero lembrar que algumas pessoas vivem uma espécie de disputa, passam o tempo todo competindo, se comparando e gerando uma corrida imaginária por “poder” e ‘status”.

Mesmo que inconscientemente, ela se envolve em querer aquilo que o outro já tem e ocasiona um frisson interno para conseguir ultrapassar o concorrente, ou seja, ela disputa com você, mesmo que você não queira “disputar” com ela.

Imagem: Reprodução

Quando você está feliz, reflete em seu semblante, em sua vestimenta e até em seus atos; o seu estado emocional, para muitos é uma ofensa, pois como a sua vida é perfeita e a minha não?

Talvez alguém que te conheça muito, esteja com uma versão ultrapassada sua, ou seja, claro que você é um ser mutante, até suas células corporais são renovadas, imagine a sua vida em um contexto geral.

As pessoas criam fotografias de situações e congelam aquele momento que não condizem mais com a sua realidade desse momento.

Se alguém presenciou uma discussão entre pai e filho, não quer dizer que eles vivem brigando todos os dias, daí o grande segredo da vida: A perfeição não existe; não crie “retratos” de impressões em sua mente, muitos traumas são fotografias que ainda não rasgamos de nossas memórias.

Nas mídias sociais, a melhor situação, a melhor foto, os melhores amigos, com sorrisos de prosperidade e riqueza são congelados em momentos, apenas fragmentos da realidade, queremos mostrar ao mundo que a nossa vida é melhor que a do outro sempre. Será?

Ninguém consegue viver eternamente em cima do palco recebendo aplausos. Concorda? Gerar inveja ou ser invejoso, tem o mesmo propósito vicioso.

Imagem: Reprodução

A sua realidade diz respeito ao que ocorre na particularidade dos bastidores da própria vida, que deveria ser leal e real, suas memórias, seus projetos e sua situação atual poderá mudar a qualquer momento para melhor ou pior, seja consciente das possibilidades e crie mecanismos para perceber quais são as marcas e impressões que as pessoas criaram de você, procure ajustá-las e cresça evolutivamente, seja a semente da transformação seletiva para um mundo melhor.

Viva a sua maravilhosa vida! Lembre-se quem busca superar o inatingível muitas vezes nem sabe que já ganhou sem saber.

Por: Júnior Uchôa 

Sobre o Autor: Graduado em Administração, com MBA em Gestão Empresarial pela Universidade de Fortaleza UNIFOR, Coach e membro da SBC- Sociedade Brasileira de Coaching, orador Master pelo IBEDC, Empresário, Palestrante e Escritor.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X