Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Errar é humano

Publicado em

Os cientistas do mundo inteiro têm uma característica maravilhosa em comum que deveríamos adaptar para nosso dia a dia, sabe qual é? O experimento.

Eles permitem-se aos testes, refazem planejamentos, mudam ciclos e recomeçam se for preciso, com a consciência que quanto maior tiverem a capacidade de “experimentar” em cada fase do processo, eles tendem a evoluir.

Através das tentativas de busca, verificação, ensaios e aprendizados a fim de obterem uma resposta.

Continua depois da publicidade

Imagem: Reprodução

Para nosso cotidiano, existe uma diferença, nosso “laboratório” é a nossa vida, somos expectadores e protagonistas dos erros em nós mesmos, e a cobrança é pela obtenção de resultados sempre positivos em todos os aspectos.

Leia também: Regue a sua alma

Algumas vezes, somos carrascos das nossas capacidades; o sistema permite o erro, mas abomina o errar. Estamos na era do “modelo perfeito” onde existem cobranças excessivas com relação a uma corrida invisível por perfeições desnecessária.

Permita-se ser você mesmo(a) Já se perguntou qual a sua alegria? Saiba que errar faz parte dos grandes resultados, a sua melhor versão deve ter uma programação que permita falhar, sem culpas.

Imagem: Reprodução

Proponha-se às mudanças, reitere sua coragem, desbrave novos conhecimentos e mantenha seu foco com ajustes e adaptações.

A expansão de uma consciência que não condiciona culpados nos torna melhores de nós para os outros. A maior riqueza está onde somos os “cientistas das nossas vidas”, em busca da descoberta da “liberdade” que falta para a mudança e transformação do nosso ser.

Sejamos incentivadores reais do conhecimento, das descobertas e estímulos para a evolução da nossa humanidade.

Não existem receitas prontas para a perfeição, ela está na condição de gratidão e na percepção de mundo em cada um de nós, uma jornada que sempre chega em lugares chamados momentos.

Imagem: Reprodução

Viva-os, com os sentimentos que devem ser percebidos e que podem confundir nosso rosto entre as lágrimas e sorrisos, o mesmo rosto que olha no espelho da alma e percebe um amor próprio que talvez esteja ainda distante, mas, que poderá ser refletido.

Seja o seu maior motivador. Continue firme, mantenha-se no propósito, erga sua cabeça, respire fundo, faça o possível para que a sua experiência de vida seja de aprendizado e mudanças; permita-se as emoções, entre os “altos” e “baixos” de euforias e tristezas está o “equilíbrio” daqueles momentos que de tão simples não damos importância, mas, que nos permitem escrever a nossa história e nos fazem perceber de uma maneira bem sutil e passageira que errar é humano.

Por: Júnior Uchôa 

Sobre o Autor: Graduado em Administração, com MBA em Gestão Empresarial pela Universidade de Fortaleza UNIFOR, Coach e membro da SBC- Sociedade Brasileira de Coaching, orador Master pelo IBEDC, Empresário, Palestrante e Escritor.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X