Andressa Castilho
Foto: Reprodução

Um foragido do regime semiaberto foi preso nesta segunda-feira (12) suspeito de matar a jovem Andreza Castilho de Souza, de 23 anos. A mulher desapareceu em novembro de 2017 após visitar o marido no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus. Alex da Silva Saboia confessou o crime.

Saboia foi preso durante uma operação policial no município de Manacapuru, na Região Metropolitana de Manaus, na tarde desta segunda.

De acordo com a Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), ele foi o autor do assassinato de Andressa. A polícia já o tinha identificado e uma foto dele foi divulgada em março deste ano para auxiliar nas buscas.

À época, a delegada Catarina Torres, titular da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), informou que havia indícios de que Alex da Silva Saboia teria um relacionado amoroso com a mulher.

“Enciumado, teria mandado executar a jovem. Há suspeitas, também, de que o companheiro dela, Júlio Cesar, tomou conhecimento do relacionamento extraconjugal e, possivelmente, ordenou a morte dela”, declarou em março.

Durante a prisão, Saboia confessou ainda ter participado ainda da morte do detento Daniel Ferreira Chaves. Ele era suspeito no sumiço de Andressa e foi esfaqueado na área do Compaj após o desaparecimento da mulher.

O corpo de Andressa nunca foi encontrado. No dia 11 de dezembro deste ano, policiais encontraram uma bolsa feminina com vários objetos e um pano com vestígios de sangue no entorno do presídio. Alguns dias antes, o pedaço de um machado e cabelo humano foram achados no local.

A Polícia Civil deve realizar uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (13) para apresentar Saboia e falar sobre as circunstâncias da prisão.

O caso

Andressa desapareceu no dia 28 de novembro de 2017 após ter saído de casa para levar alimentos para o companheiro no Compaj. Conforme a polícia, no dia do sumiço, a jovem deixou o presídio e encontrou o ex-presidiário Daniel Ferreira Chaves. Após isso, Andressa não foi mais vista.

De acordo com informações da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), a família de Andressa Castilho de Souza relatou na especializada que a jovem teria saído por volta das 7h, da casa onde mora, no bairro Compensa, Zona Oeste.

Na ocasião, ela informou que iria visitar o companheiro dela no Complexo Penitenciário. O Governo informou ter registrado a entrada e saída da mulher da unidade prisional.

Fonte: G1 Amazonas

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.