Foto: Divulgação

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus julgou e condenou nesta segunda-feira (17), a 12 anos de reclusão em regime fechado, Darlison Lucas Ferreira, 22, pelo homicídio de Afrânio Gomes Nogueira, 27.

A sessão de julgamento, realizada no Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro de São Francisco, zona Centro-Sul da capital, foi presidida pela juíza Ana Paula de Medeiros Braga, com o Ministério Público do Estado do Amazonas sendo representado pela promotora de justiça Clarissa Moraes Brito. O defensor público Rafael Albuquerque trabalhou na defesa do réu.

Motel

Consta na denúncia do Ministério Público que no dia 4 de junho de 2016, por volta das 3h30, Darlison Lucas Ferreira e Afrânio Gomes Nogueira, que haviam se encontrado em um bar, foram a um motel, localizado no bairro Coroado, zona Leste de Manaus. Ao chegar no local, Darlison esfaqueou Afrânio, que morreu no local.

Em depoimento, ainda na fase do inquérito policial, Darlison alegou que fora ao motel com Afrânio apenas com a intenção de consumir entorpecentes e que ao repelir a intenção de contato íntimo com a vítima, foi a ameaçado com uma faca que ele próprio havia levado para o quarto e que estava sob o colchão.

Intenção de matar

No entanto, testemunhas ouvidas no inquérito afirmaram que, ao deixar o bar em companhia de Afrânio, o réu falou de sua intenção de matar o rapaz.

O réu confessou o crime durante a instrução do processo e também eu seu interrogatório na sessão de julgamento desta segunda-feira.

A confissão atenuou a pena, bem como o fato de o réu ser menor de 21 anos à época do crime. Preso desde o dia do homicídio, quando, após uma tentativa de fuga do local do crime, foi capturado por populares e entregue aos policiais, que registraram o flagrante, Darlison terá descontado da pena de 12 anos, o tempo que já esteve segregado.

Fonte: Portal Marcos Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here