'Gil' é executado com tiros na cabeça em área vermelha do Prosamim
Foto: Reprodução

Após ser surpreendido por dois atiradores, um homem identificado como Gildson Alberto de Souza Waughan, de 22 anos, conhecido como “Gil”,  foi morto com tiros na cabeça, na tarde desta terça-feira (16).

A execução aconteceu por volta das 14h, no Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) Cajual, localizado no bairro Santa Luzia, Zona Sul de Manaus.

De acordo com policiais militares da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), “Gil” foi abordado por dois homens, ainda não identificados, que atiraram nele.

O jovem estava sentado em um banco da praça do residencial quando foi atingido com, pelo menos, quatro tiros na cabeça.

Os suspeitos fugiram em um carro, de cor branca e placas ainda não identificadas.

A vítima foi socorrida por familiares e outros moradores do Prosamim.

“Gil” foi levado para o SPA da Zona Sul, onde chegou morto. O corpo de “Gil” foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

A família esteve na unidade de saúde, porém evitou comentar o caso.

No local do crime também “impera a lei do silêncio”, já que o local é considerado uma área vermelha e de intensa movimentação do tráfico de drogas. Nenhum morador quis comentar o caso por medo de represália.

Conforme a Polícia Civil, a vítima foi presa nos anos de 2013, 2014 e 2018  pelo crime de tráfico de drogas. A suspeita é que o assassinato foi motivado por um acerto de contas.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga a suposta participação dele com o crime organizado.

Veja Também:

Investigador da PC é denunciado por assédio sexual de adolescentes no AM

Em nova unidade de educação infantil, Arthur Neto anuncia Bolsa Creche

 

Fonte: Portal em Tempo

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.