O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima | Foto: Divulgação
O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima | Foto: Divulgação

O corpo de um homem de 48 anos, que não teve a identificação divulgada à imprensa, foi encontrado por familiares, nesta sexta-feira (14), com três perfurações de arma branca (faca) na região da cabeça.

O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima, situada na rua Topázio, bairro Nova Floresta, Zona Norte de Manaus.

De acordo com testemunhas, o crime ocorreu na madrugada da última quinta-feira (13) e o autor do crime seria o próprio enteado da vítima. Uma moradora, que não quis se identificar, disse que o homem e o enteado discutiram na quarta (12) e chegaram a ameaçar um ao outro.

“O portão da casa deles estava aberto quando houve a discussão. Um apontou a faca para o outro. Desde quarta que o mercadinho não abre e que não temos mais notícias dele”, disse uma moradora, que pediu anonimato, acrescentando que no ponto comercial o homem vendia legumes e frutas.

A testemunha também afirma que o corpo foi encontrado pelo filho da vítima, que foi até o local após não ter mais notícias do pai. “O filho dele chegou e se abaixou no portão e disse que o pai dele estava lá, porque o homem nunca saia sem moto. Quando eles entraram no local, viram sair moscas de dentro do quarto e sentiram um forte mal cheiro”, frisou.

A fonte também relata que as brigas entre a vítima e suspeito do crime eram constantes, porque o homem havia expulsado o enteado de casa por ele ser usuário de drogas.

“O dono não queria o menino aí porque ele era envolvido com droga. Por isso também que a mulher dele foi embora” concluiu a moradora.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Civil deve investigar o caso.

Leia Também: Operação da SSP-AM termina com 2 presos por tráfico de drogas
Fonte: Em Tempo

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.