foto: Jander Robson

O camelô Janderson Castro de Souza, 36, foi assassinado com nove tiros na manhã desta segunda-feira (17), enquanto dormia na casa da mãe, localizada na rua Camomila, na comunidade João Paulo II, na quarta etapa do bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus. A mãe, a dona de casa Valda Souza, 65, disse que o filho tinha envolvimento com pessoas erradas, mas era uma pessoa reservada.

A vítima morava no bairro Zumbi e trabalhava no Centro da capital como camelô. Ela teria ido até a casa da mãe para consertar um encanamento. No momento do crime, Janderson e a dona de casa estavam no imóvel.

Segundo a polícia, dois criminosos passaram pelo local duas vezes, em um carro branco, para verem se Janderson ainda estava no imóvel. Na terceira vez, os homens estavam em uma moto e invadiram a residência atirando contra o camelô. A vítima estava deitada em uma rede e foi surpreendida. Os dois suspeitos fugiram e até o momento não foram identificados.

O titular do 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Torquato Mozer, explicou que os disparos que atingiram o camelô vieram de uma arma calibre 380. A Perícia Criminal afirmou que sete dos tiros atingiram a cabeça de Janderson, enquanto dois a mão e braço.

O corpo do rapaz, que tinha um mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo, foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: Acrítica

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here