Infraestrutura Urbana: O eterno problema das ruas danificadas
Foto: Divulgação

Se existe um problema difícil de resolver, em nível nacional, é os problemas de infraestrutura urbana que tem se tornado cada vez mais crônico nos centros urbanos.

Isso não é diferente na capital do Amazonas, que se destaca pelo volume excessivo de buracos, pela falta de drenagem da água e o péssimo serviço de recapeamento do asfalto.

Essa situação não é exclusividade de uma única avenida, em diversos locais da cidade os trechos são esquecidos e as crateras nas ruas permanecem prejudicando a população, o que torna mais difícil de transitar de carro, caminhão ou moto e complica a circulação de pedestres pelas ruas.

Os conhecidos remendos

Além disso, é realizado um serviço pela Prefeitura Municipal de Manaus por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), conhecido como “tapa-buracos”.

Se trata de uma nova camada de asfalto sobre a velha, e não há qualquer trabalho de qualidade realizado nas camadas inferiores da pista.

Como consequência a prefeitura cria outro problema quando deixa as pistas cheias de remendos no asfalto feitos às pressas.

Outra situação causada pelo péssimo serviço da estrutura das vias é que por conta das chuvas que atingem a capital, aumenta ainda mais os buracos das ruas – essas que são tão medíocres que a água consegue danificar – causando riscos aos moradores.

Em algumas localidades nem existe mais o asfalto

Indignados com essa situação, a própria população resolveu tomar algumas medidas e tiram do próprio bolso para fazer a manutenção.

Em diversos estudos de pesquisa realizados pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a Prefeitura costuma priorizar a quantidade e não qualidade na hora de investir na infraestrutura das vias de Manaus e então, de tempos em tempos terá de gastar dinheiro de novo em operações “tapa-buracos” ou recuperação das ruas.

Outros resultados dos estudos comprovam que há diversas maneiras eficientes para produzir um asfalto de qualidade para o sistema viário da capital.

No momento está sendo feito um trabalho de recapeamento nas ruas do Distrito Industrial I, que há anos havia uma solicitação para essas obras e  somente agora saiu.

Ônibus cai em buraco

Essa é uma das obras mais esperadas na cidade e envolveu uma questão jurídica para saber sobre a responsabilidade pela realização da obra tendo em vista que o Distrito Industrial é de responsabilidade da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Mas no ano de 2017 a Prefeitura e Suframa estabeleceram uma parceria para elaborar o projeto.

Os recursos para realização deste trabalho foram designados por meio do Governo Federal, ficando a Prefeitura de Manaus, por meio da Seminf, responsável pela execução da obra, que teve início na última segunda-feira (20).

São aproximadamente 32 quilômetros de vias que receberão serviços como recapeamento das ruas, pavimentação rígida, drenagem profunda e superficial, entre outros. Esse trabalho será fiscalizado pelo Ministério Público Federal.

O Distrito, depois de anos, conseguiu finalmente que fossem feitos trabalhos no local, pode-se dizer que é um avanço, pois tudo nessa cidade custa a ser feito.

Enquanto outras vias da cidade não são recapeadas, ficamos à mercê dos riscos e da falta de segurança nas ruas da capital, esperando que a Prefeitura de Manaus realmente faça os serviços que tanto prometem para a população.

Veja Também: Transporte Público: O caos diário do povo Manauara
Por: Paula Regina
Revisão: Thayene Freitas e Leonardo Moreira

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.