Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Vantagem de Biden sobre Trump sobe na Pensilvânia e Geórgia, mas cai no Arizona

Publicado em

A vantagem do democrata Joe Biden sobre o presidente Donald Trump cresceu no decisivo estado da Pensilvânia para cerca de 28 mil votos.

Neste momento, com 96% das urnas apuradas no estado, Biden possui 3 milhões e 336 mil votos (49,6%) contra 3 milhões e 308 mil votos (49,1%) de Trump.

Se confirmar a vitória na Pensilvânia, Biden será eleito presidente dos Estados Unidos. O ex-vice-presidente acumula 253 delegados e, caso obtenha os 20 votos do estado, vai a 273. São necessários 270 delegados no colégio eleitoral para ser eleito.

Continua depois da publicidade

Leia também: Presidente eleito da Bolívia sofreu atentado, diz porta-voz do MAS

O democrata também se distanciou no estado da Geórgia, onde estão em disputa 16 delegados no colégio eleitoral.

Neste momento, com 99% dos votos contabilizados, Biden acumula 2 milhões e 461 mil votos (49,4%) ante 2 milhões e 454 mil votos (49,3%) de Trump, uma vantagem de 7 mil votos.

Em sentido contrário, uma nova totalização no estado do Arizona aponta para uma redução da vantagem de Biden. Uma contagem feita no condado de Maricopa, o maior do estado, resultou na redução da margem de Biden para pouco menos de 30 mil votos.

A liderança de Joe Biden no Arizona – onde estão em jogo 11 delegados – vem sendo mantida desde o início da apuração.

Caso assuma a dianteira no estado, Trump reduz a vantagem do ex-vice-presidente, mas ainda precisa virar outros estados para alcançar os 270 delegados.

Em Nevada, outro estado onde Biden lidera, havia a expectativa de nova contagem que consolidasse a vantagem democrata.

No entanto, a apuração por lá ainda deve demorar mais tempo antes de ser concluída. O ex-vice-presidente lidera com uma vantagem de quase 23 mil votos no estado, que representa 6 delegados.

Fonte: CNN

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X