Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Trump demite o secretário de Defesa dos EUA

Em uma rede social, o presidente Donald Trump afirmou que Mark Esper não é mais o titular do posto, que será ocupado por Christopher Miller, diretor do Centro Nacional Antiterrorismo.

Publicado em

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira (9) que demitiu Mark Esper do posto de secretário de Defesa e nomeou uma nova pessoa para o cargo, Christopher Miller, que era o diretor do Centro Nacional Antiterrorismo.

Trump fez o anúncio em uma rede social. O novo secretário vai começar imediatamente, segundo o presidente americano.

O agora ex-secretário tinha discordado do presidente em relação ao uso de uma lei que permite que os militares sejam mobilizados para impedir a onda de protestos contra o racismo e a brutalidade policial que abalaram o país, o que estremeceu a relação entre eles.

Continua depois da publicidade

Leia também: Tempestade ETA se aproxima da Flórida com ventos de mais de 100Km/h

A demissão de Esper já vinha sendo antecipada há alguns dias pela imprensa dos Estados Unidos, em meio à apuração de votos da eleição presidencial na qual Trump saiu perdedor.

As projeções das eleições no país concluem que Joe Biden foi o vitorioso nas eleições que foram realizadas no dia 3 de novembro.
Apesar disso, a contagem dos votos ainda não acabou, já que os estados americanos têm até dezembro para terminar a apuração.

De acordo com o calendário eleitoral dos EUA de 2020, o Congresso declarará oficialmente os resultados eleitorais somente em 6 de janeiro. Isso quer dizer que Biden e sua vice, Kamala Harris, ainda não estão “oficialmente” eleitos e terão alguns passos até tomarem posse:

Até 11 de dezembro — autoridades estaduais devem certificar o vencedor de cada estado. Cada um tem seu próprio prazo; a Califórnia é o último.

14 de dezembro — data prevista para os 538 delegados do Colégio Eleitoral depositarem seus votos, que devem seguir para a capital Washington.

6 de janeiro — o novo Congresso, recém eleito, se reúne para contar os votos do Colégio Eleitoral e confirmar o resultado.

20 de janeiro — presidente toma posse em Washington. Segundo projeções, o cargo deverá ser ocupado pelo democrata Joe Biden, o 46º presidente dos EUA.

Fonte: G1

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X