Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Rede SDSN Jovem lança cartilha sobre os ODS voltada para juventude amazônica

Publicado em

É comum ouvir que os jovens são o futuro, mas quais caminhos e ações a juventude precisa adotar para transformar o mundo em um lugar melhor?

Com objetivo de fornecer subsídios e inspirações para que pessoas e organizações da Amazônia possam se engajar efetivamente neste processo, a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável Jovem da Amazônia (SDSN Jovem Amazônia), secretariada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), lançou o Caderno ODS “Como fazer juntos”, um material de consulta e direcionamento sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) feito especialmente para a juventude. Para baixar, basta acessar o link: abre.ai/cadernoods.

A publicação reúne propostas de ações que nasceram de diálogos e trocas de experiência com diversos grupos de jovens do mundo, focados em garantir o cumprimento da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) – um plano de ação global para promover o desenvolvimento sustentável.

Continua depois da publicidade

Leia também: Amazonas registra 865 novos casos de Covid-19 com 13 óbitos

Segundo a co-coordenadora da SDSN Jovem Amazônia, Gabrielly Lima, a ideia é incentivar o engajamento para que os ODS sejam alcançados em nível local, considerando especialmente a juventude ribeirinha amazônica.

“É essencial promover acessibilidade às informações ligadas à Agenda 2030. Entender que ainda possuímos desigualdades que distanciam pessoas das oportunidades disponíveis e, por isso, devemos continuamente trabalhar essa problemática, não somente levando informações aos lugares de difícil acesso, mas gerando conteúdos que sejam aplicáveis a cada realidade, não deixando ninguém para trás”, explica.

O Caderno apresenta sugestões de ações de sensibilização para ajudar pessoas e organizações a transmitir melhor a importância dos ODS e sua aplicação prática, seja em espaços como escolas, universidades, bairros ou comunidades.

Com materiais simples, como pincéis, canetas, cartolinas e post-its, as atividades trabalham de forma lúdica e dinâmica temas como pobreza, fome, saúde, mudanças climáticas, educação e empreendedorismo, levando os jovens a compreender como as questões globais se conectam às suas vidas.

Ao todo, são cinco propostas de ações, que podem ser replicadas e compartilhadas em diferentes escalas.

Utilizando o plano de ação sugerido na publicação, é possível monitorar os resultados alcançados a partir de sua aplicação.

“As atividades propostas no Caderno ODS foram desenvolvidas e testadas à realidade amazônica para que tivessem o maior impacto possível na região”, destaca a gerente do Programa de Soluções Inovadoras (PSI) da FAS e fundadora da SDSN Jovem Amazônia, Gabriela Sampaio.

A Agenda 2030 e os ODS

Em setembro de 2015, líderes mundiais reuniram-se na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, e decidiram um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade: a Agenda 2030, composta por um conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas.

A Agenda 2030 e os ODS afirmam que para colocar o mundo em um caminho sustentável é urgentemente necessário tomar medidas ousadas e transformadoras. Os ODS constituem uma ambiciosa lista de tarefas para todas as pessoas, em todas as partes, a serem cumpridas até 2030.

Sobre a SDSN

A SDSN Amazônia é uma rede vinculada à ONU que visa integrar os países da Bacia Amazônica, engajando universidades, organizações não governamentais, centros de pesquisa, instituições governamentais e privadas, organizações multilaterais e sociedade civil para promover a resolução prática de problemas para o desenvolvimento sustentável da região. A secretaria executiva da rede é realizada pela FAS.

A SDSN Jovem Amazônia é a divisão voltada para pessoas de até 30 anos, que busca envolver os jovens da Amazônia na Agenda 2030, promovendo a troca de ideias, experiências e colaboração para a criação e replicação de soluções inovadoras para o alcance dos ODS.

*Com informação da Assessoria FAS

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X