Essencial Tipo...Você!

terça-feira, 26 março, 2019

Presidente da Assembleia Nacional da Venezuela é detido

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o oposicionista Juan Guaidó, foi detido por agentes do serviço de inteligência venezuelana neste domingo (13) e, segundo parlamentares de seu partido, liberado alguns minutos depois.

A informação sobre a detenção foi divulgada pela mulher dele e por vários parlamentares da oposição neste domingo, segundo as agências Reuters e France Presse.

Em seguida, deputados e líderes do Voluntad Popular (VP), partido em que Guaidó atua, informaram à agência espanhola Efe que o parlamentar havia sido libertado e que enviou uma mensagem às pessoas que esperavam por ele em Vargas, onde faria um comício, para que não saíssem do local.

A conta de Twitter oficial da Assembleia Nacional, de maioria oposicionista, postou um vídeo que seria da ação na rodovia onde Guaidó foi detido:

“A Constituição me dá legitimidade para exercer o cargo da Presidência da República, para convocar eleições, mas preciso do apoio dos cidadãos para tornar isso uma realidade”, disse o deputado a algumas centenas de pessoas que se concentraram no leste de Caracas para denunciar a “ilegitimidade” de Maduro.

Na quinta-feira (10), Maduro prestou juramento para seu segundo mandato na presidência em cerimônia no Tribunal Supremo de Justiça do país. Isso porque a Assembleia Nacional, dominada pela oposição, não reconhece a legitimidade do novo período do chavista no poder, que deve durar até 2025.

O secretáro-geral da Organização dos Estados Americanos, Luís Almagro, crítico contundente do regime de Maduro, se manifestou denunciando o “sequestro” de Guaidó.

“A comunidade internacional deve deter os crimes de Maduro e seus asseclas”, escreveu.

Fonte: G1

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.