Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Polícia Federal faz operação contra desvios de dinheiro público no AM

Prefeitura Rio Preto da Eva teria contratado empresas sem licitação para obras em estradas. Serviços tiveram preços superfaturados e não foram integralmente realizados.

Publicado em

A Polícia Federal faz, nesta quinta-feira (8), uma operação contra fraudes em licitação, peculato, corrupção e lavagem de dinheiro em um convênio firmado entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a prefeitura de Rio Preto da Eva (AM), distante 80 quilômetros de Manaus.

Durante a ação, foram cumpridos sete mandados judiciais de busca e apreensão, sendo cinco em Manaus, um no município de Rio Preto da Eva e um na cidade de Recife, em Pernambuco.

Todas as ordens judiciais foram expedidas pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal do Amazonas.

Continua depois da publicidade

O contrato entre o órgão e a prefeitura da cidade previa a realização de obras de recuperação de estradas de acesso às comunidades rurais do município, nos anos de 2017 e 2018.

Segundo as investigações, há indícios de direcionamento nos processos de dispensa de licitação realizados pela prefeitura Rio Preto da Eva, que culminou na contratação das empresas investigadas.

A Polícia Federal detectou, ainda, a existência de elementos que apontam para o superfaturamento nos serviços pagos pelo município, com recursos federais do Incra. De acordo com as investigações, foram realizados pagamentos integrais por serviços apenas parcialmente prestados ou até mesmo não executados.

O prejuízo causado aos cofres públicos chega a R$ 4,8 milhões.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção e lavagem de dinheiro. Se condenados, poderão cumprir pena de até 30 anos de prisão.

*Com informação do G1 AM

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em