Agenda de Bolsonaro prevê encontro com ex-presidente George W. Bush (Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
Agenda de Bolsonaro prevê encontro com ex-presidente George W. Bush (Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), desembarca nesta quarta-feira (15) em Dallas, nos Estados Unidos.

Ele irá receber o prêmio “Pessoa do Ano”, pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, mas o ponto alto de sua visita, prevê a agenda, será o encontro com o ex-presidente George W. Bush, a ser realizado ainda na tarde desta quarta-feira (15).

A agenda do presidente diz que ele irá, às 15h, se encontrar com Bush, que governou os Estados Unidos entre 2001 e 2009 e adversário do atual Donald Trump, de quem Bolsonaro tem se aproximado.

O presidente brasileiro irá encontrar, além de Bush, o governador do Texas, Greg Abbot, o prefeito de Dallas, Mike Rawlings, e o senador Ted Cruz.

Bolsonaro desembarca hoje nos EUA e irá encontrar o ex-presidente Bush. (Foto: Reprodução)
Bolsonaro desembarca hoje nos EUA e irá encontrar o ex-presidente Bush. (Foto: Reprodução)

Blasio x Bolsonaro

Bolsonaro seria homenageado em Nova York, nesta terça-feira (14), com o prêmio “Pessoa do Ano”, dado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, em um jantar de gala.

O presidente, no entanto, cancelou a viagem depois de sofrer pressão por parte de empresas, que desistiram de patrocinar o evento, e de políticos.

O prefeito de Nova York, democrata Bill de Blasio, fez duras críticas ao presidente brasileiro. “Se você quer invadir nossa cidade e se gabar de destruir o meio ambiente, ou sobre como você é um homofóbico orgulhoso, então os nova-iorquinos te criticarão por sua porcaria”, disse.

Por sua vez, Bolsonaro disse que Blasio “se queimou” na corrida presidencial norte-americana e que “fez sabotagens” à homenagem que lhe seria feita..

O cancelamento oficial da viagem ocorreu na sexta-feira (3). Segundo o porta-voz da Presidência, o motivo do cancelamento seria a “ideologização da atividade”.

Cinco dias depois, na quarta-feira (8), Bolsonaro bateu o martelo e disse que receberia a homenagem, mas desta vez realizada em Dallas, município de 1,3 milhão de habitantes localizado no Texas, Estado composto pela maioria de republicanos.

Bolsonaro, que deve voltar ao Brasil sexta-feira (17), não irá sozinho. Ele irá levar uma comitiva com dez pessoas, formada por ministros, governadores de de 3 estados brasileiros e deputados.

Leia Também: Por unanimidade, Turma do STJ concede liberdade a Temer
Fonte: R7

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.