Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Max lidera 1º dia de testes da Fórmula 1; Mercedes sofre com quebras

Em meio a tempestade de areia, Verstappen é o mais veloz a abertura das atividades no Bahrein; piloto da RBR também foi quem mais completou voltas no circuito de Sakhir

Publicado em

Max Verstappen liderou o primeiro dia de testes da pré-temporada no Bahrein, que teve início nesta sexta-feira em meio a condições adversas, já que o circuito de Sakhir foi tomado por uma tempestade de areia.

Tempestade também foi o que aconteceu na garagem da Mercedes, que desde o início do dia sofreu com problemas de confiabilidade no carro de 2021, atrapalhando o dia de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton.

O holandês da RBR fez 1m30s674 para conquistar liderança da tabela de tempos, seguido diretamente por Lando Norris, em segundo, a +0s215 e por Esteban Ocon em terceiro, a +0s472.

Continua depois da publicidade

O melhor piloto da Mercedes foi Hamilton em 10º, com 1m32s912. Bottas, que completou apenas seis voltas por causa de uma caixa de câmbio defeituosa, ficou em último (17º) com a marca de 1m36s850.

Confira todos os tempos e os números de voltas abaixo:

Tempos do 1º dia de testes — Foto: Reprodução

Além do melhor tempo, Verstappen foi o piloto que mais aproveitou a pista para entender o carro ao completar 138 voltas. Ocon também maximizou o primeiro contato com o carro da Alpine e deu 128 voltas. Muitas equipes decidiram dividir o dia entre seus dois pilotos, mas mesmo assim foi a RBR de Verstappen o time que mais completou voltas nesta sexta. Vale lembrar que o GP do Bahrein tem 57 voltas.

Dias de luta

Logo em sua primeira volta, Valtteri Bottas precisou retornar aos boxes por uma quebra na caixa de câmbio do W12. A equipe preferiu trocar a peça por completo e o finlandês perdeu precioso tempo de pista, completando um total de seis voltas.

O heptacampeão Lewis Hamilton assumiu o cockpit à tarde, mas a situação não melhorou muito. Além da tempestade de areia, que deixou a pista escorregadia, o britânico precisou voltar algumas vezes aos boxes para ajustes no carro, completando 42 voltas – total de 48 para a Mercedes.

Especula-se que a equipe tenha pago um preço alto por não ter feito o chamado “shakedown” (checagem de funcionamento dos sistemas do carro na pista) antes de ir para o Bahrein, já que o teste poderia ter detectado a falha na caixa de câmbio antes da viagem para o Oriente Médio. O próprio Bottas admitiu que o ideal era ter realizado um primeiro teste com o carro na pista.

É muito fácil falar agora. É claro que agora, sim, teríamos feito isso (shakedown) antes, mas nos últimos anos tudo tem sido bastante à prova de balas e certas coisas já foram executadas no dinamômetro. Então, sim, agora dá para dizer (que deveríamos ter feito o shakedown), mas tenho certeza de que isso será revisado no próximo ano – afirma Bottas.

McLaren vai bem com novo piloto e motor Mercedes

O time de Woking teve duas estreias nesta sexta-feira: a de Daniel Ricciardo, contratado ainda em 2020, e a do motor Mercedes, que passou a equipar a equipe nesta temporada. E na parte da manhã do primeiro dia de testes, Ricciardo foi o mais veloz, além de ter completado 74 voltas (o tempo do australiano foi sendo superado à tarde e ele terminou na sétima colocação). O piloto comentou o primeiro contato com o motor Mercedes.

Sim, isso foi bom. É claro que ainda não sabemos qual é a referência (de tempo). Temos que esperar um pouco mais, provavelmente até o Q3 em algumas semanas. Mas tudo correu bem esta manhã. Então, estamos felizes – afirma o australiano.

Norris assumiu o carro à tarde, superou e muito o tempo do companheiro, encerrando sua participação na abertura da pré-temporada com um sólido segundo lugar, a 0s215 de Verstappen. Lando completou 45 voltas, o que deu um total de 119 para a McLaren.

Dia de estreia e de retorno do nome Schumacher à F1

A F1 deu as boas vindas a três novatos nesta sexta-feira. Além da dupla da Haas, formada por Mick Schumacher e Nikita Mazepin, o japonês Yuki Tsunoda também teve sua primeira experiência como piloto titular da AlphaTauri. Roy Nissany, que já havia guiado a Williams em sessão de treino livre na temporada passada, ganhou da Williams o dia inteiro para guiar o FW43B. O único que teve problemas no teste foi Mazepin, que acabou rodando, mas sem problemas para voltar ao traçado.

Casa nova, companheiro novo

Além de Ricciardo, Sebastian Vettel e Carlos Sainz também estrearam em Aston Martin e Ferrari, respectivamente.

Enquanto Vettel completou 51 voltas com no AMR521, terminando o dia em 13º, o companheiro Lance Stroll teve um desempenho um pouco melhor ao terminar em quarto, com 46 voltas.

Na Ferrari, Sainz superou Leclerc ao terminar o dia em quinto, com 57 voltas. O monegasco ficou na 11ª colocação com 59 voltas.

Os times retornam à pista neste sábado, a partir das 4h, para o segundo dia de testes da pré-temporada, que vai até domingo. O GE transmite em tempo real as principais informações do Bahrein a partir das 7h.

Após ao domingo, a F1 tira uma semana de folga e retorna ao mesmo circuito a partir do dia 26 de março, quando será realizado o primeiro treino livre para o GP do Bahrein, que dá início à temporada 2021.

Por: GE

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em