Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Lewis Hamilton é heptacampeão ao vencer de forma espetacular e chora

Inglês iguala recorde de Michael Schumacher; piloto da Mercedes sofre no começo, ataca desde o 6º lugar e assume ponta ao passar Sergio Pérez, que chega em 2º; Sebastian Vettel vai ao pódio

Publicado em

A Fórmula 1 tem um novo heptacampeão mundial: com mais uma atuação genial, Lewis Hamilton venceu neste domingo o Grande Prêmio da Turquia e igualou o alemão Michael Schumacher como o maior campeão de todos os tempos.

De quebra, chegou à 94ª vitória, ampliando o próprio recorde. O inglês da Mercedes superou um começo difícil com a pista mais molhada pela chuva, andou parte da prova no quinto e sexto lugares e surgiu com força total quando o asfalto começou a secar.

Viu os adversários trocarem os pneus intermediários, manteve-se na pista, passou o líder Sergio Pérez, da Racing Point, e disparou para a décima vitória em 14 corridas na temporada, 31 segundos à frente do mexicano.

Continua depois da publicidade

Leia também: Manaus terá skate park e velódromo ainda este ano

Este chegou a ser ultrapassado por Charles Leclerc na última volta, mas o monegasco da Ferrari errou e ainda caiu para quarto, atrás do companheiro Sebastian Vettel, que subiu ao pódio pela primeira vez em 2020.

Hamilton chora após conquistar o heptacampeonato mundial — Foto: Getty Images
Hamilton chora após conquistar o heptacampeonato mundial — Foto: Getty Images

Depois da corrida, Hamilton mandou pelo rádio uma mensagem para as crianças acreditarem nos seus sonhos.

Hamilton precisava somar apenas oito pontos a mais do que o companheiro Valtteri Bottas, único que ainda tinha chances de lhe tirar o hepta, mas ele não só venceu, como viu o finlandês ter uma atuação ridícula e cruzar a linha de chegada apenas em 14º, após rodar por seis vezes.

Agora, Hamilton soma 307 contra 197 de Bottas, que ainda pode perder o vice para Max Verstappen, sexto na prova de Istambul após uma rodada espetacular quando era o terceiro – o holandês soma 170 pontos.

Pole position, Lance Stroll liderou a maior parte da corrida, mas terminou apenas em nono.

Uma estratégia errada de trocar pela segunda vez os pneus intermediários jogou o canadense para o meio do pelotão. Com uma queda de rendimento, Stroll ainda perdeu mais posições.

Também marcaram pontos Carlos Sainz Jr (McLaren), em quinto, Alexander Albon (RBR), em sétimo, Lando Norris (McLaren), em oitavo, e Daniel Ricciardo (Renault), em décimo.

Fonte: GE

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X