Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Jogador diz que avisou árbitro que faria gol do meio-campo e quer ir ao Puskás

Emerson Bacas, que marcou golaço de trás do círculo central contra o Iranduba, revela ter percebido goleiro adiantado durante todo o jogo e elege gol como mais bonito da carreira

Publicado em

O primeiro gol do meio-campo na Arena da Amazônia saiu. E o responsável pela pintura foi Emerson Bacas, do Fast Clube.

Logo que a rede foi balançada, os pedidos para o jogador concorrer ao Prêmio Puskas – organizado pela Fifa para escolher o gol mais bonito do ano – já saíram. E o próprio Bacas participou da campanha.

“Creio que tem que estar sim (entre os candidatos ao Puskás). O que fez o gol ficar bonito foi a caneta. Deus vem me abençoando, e na hora certa irá me honrar novamente. Somente agradecer a Deus por tudo.”

Emerson Bacas

Continua depois da publicidade

O meia, que iniciou a partida diante do Iranduba no banco de reservas devido a uma lesão na clavícula, revelou que já tinha percebido que o goleiro rival, Big, jogava adiantado. Ele afirmou, inclusive, que avisou ao árbitro que chutaria do meio-campo, para descrença de Halbert Luis Moraes Baia.

Percebi o goleiro adiantado desde o primeiro tempo. Por incrível que pareça, eu até avisei ao juiz (Halbert Luis Moraes Baia) que iria fazer o gol do meio-campo. Ele olhou para mim e deu uma risada e falou: “Será?”.

Ele deu uma falta, aí falei para ele que iria fazer gol dali – disse Bacas, antes de negar surpresa com a repercussão da pintura.

Já imaginava (essa repercussão) por ser um gol que o nosso rei do futebol (Pelé) não fez – concluiu.

O lance aconteceu no segundo tempo, quando o placar já apontava 1 a 0. Aos 24 minutos, Emerson Bacas roubou a bola no campo de defesa, passou por um marcador e, ao ver o goleiro Big adiantado, arriscou de trás do meio de campo.

A bola encobriu o arqueiro e ainda quicou na pequena área antes de estufar as redes.

O jogador foi o destaque da partida e só precisou de 45 minutos para isso. Além do golaço, que pode-se dizer que virou algo comum no futebol mundial, ele ainda deu a assistência para o primeiro gol, que foi marcado pelo atacante Ariel, e também fez o terceiro, novamente em chute de fora, mas da entrada da área. O Fast venceu por 3 a 0.

Por: GE

 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em