Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Igreja beatifica Carlo Acutis, morto aos 15 e com milagre atribuído no Brasil

Publicado em

A Igreja Católica beatificou, neste sábado (10), Carlo Acutis, o “primeiro beato de calça jeans e tênis”. Morto em 2006 aos 15 anos, de leucemia, ele foi declarado venerável em 2018. O Vaticano atribui a ele, inclusive, um milagre feito no estado de Mato Grosso do Sul, no Brasil.

Nascido em Londres e com boa parte da vida trilhando entre Milão e Assis, Carlo Acutis tem um milagre atribuído a ele no Mato Grosso do Sul, em 2010 – apesar de nunca ter vindo ao Brasil. Uma criança com uma doença congênita teria se curado depois que o avô tocou as roupas do jovem expostas em uma paróquia de Campo Grande.

A cerimônia de beatificação aconteceu na Basílica de São Francisco de Assis, na Itália, para onde seu corpo foi transferido e está exposto para a visita de fieis. Considerado “ciberevangelista” e “padroeiro da internet”, Carlo teve seu corpo exumado no ano passado e encontrado sem sinais de decomposição.

Continua depois da publicidade

Leia também: Brasil é eleito para a presidência do Conselho do Acnur

Acutis é associado à internet porque usava as redes para evangelizar e tinha conhecimento de ciência da computação muito acima da média para garotos da idade e para quem não possuía estudos específicos sobre o assunto.

“Este rapaz foi realmente genial e muitos aspectos da sua vida representam para nós um incentivo”, disse o bispo Dom Domenico Sorrentino, ao Vatican News, site de notícias do Vaticano. O Papa Francisco também o citou na exortação pós-sinodal Christus Vivit, como exemplo de alguém que fez um bom uso dos meios digitais para a evangelização.

A veneração ao corpo do jovem terminará às 10h30 do dia 17 de outubro, com uma missa de celebração e o fechamento da sepultura. Devido à pandemia do novo coronavírus, a basílica afirmou que espalhará vários telões pela cidade. O acesso de fiéis e jornalistas às praças de Assis, onde haverá a transmissão da cerimônia, será permitido apenas com inscrição prévia pela internet.

Milagre

“Se não fosse por ele, não teríamos o Matheus vivo, grande e saudável. Ele foi desenganado aos três anos de idade”, conta a mãe de Matheus Vianna, de 10 anos, Luciana Lins Vianna, de 40. Alegre, ela comemora a beatificação de Carlo Acutis, a quem é atribuída a intercessão para cura do menino.

Quando tinha três anos de idade, Matheus foi curado de doença rara congênita, chamada pâncreas anular, ao pedir para “parar de vomitar” ao venerável prestes a ser beatificado, Carlo Acutis.

Luciana lembra que foi constante em oração pedindo a cura do filho, diagnosticado com a doença aos 2 anos de idade. Como nenhuma comida parava no estômago, o menino vomitava o tempo todo e podia se alimentar apenas de líquidos, o que o fazia ter baixo peso e pouco desenvolvimento para a idade.

“Foi uma luta para ganhar peso, porque ele teria que ganhar peso para fazer a cirurgia. Mas ele só diminuía. Desenvolvia a parte óssea, mas ele era muito pequeno, bem magrinho. Procurei a melhor especialista para ele fazer a cirurgia, mas ela negou. Disse que era impossível porque ele estava abaixo peso e disse que se ele passasse pela cirurgia, ia morrer, não ia suportar.”

A mãe conta que no desespero ao saber que o filho não sobreviveria, lembrou das palavras do pároco da São Sebastião, Marcelo Tenório, que “sempre dizia na homilia que o Carlo precisava de um milagre pra ser canonizado e vocês, que precisam do milagre, peçam pra ele. E foi o que eu fiz, pedi pro Carlo”, lembra.

O padre, que havia se tornado amigo da família de Carlo na Itália, trouxe para o Brasil uma relíquia do jovem — a parte do tecido de uma roupa — que fez parte de celebração da bênção na igreja no dia 12 de outubro — Dia de Nossa Senhora Aparecida e data em que, no ano de 2006, Carlo Acutis faleceu.

“Eu pensei que ele pediria um brinquedo, mas no entendimento dele, ele pediu a cura”, disse a mãe. A partir desse dia, Matheus passou a conseguir se alimentar com comidas sólidas, nunca mais vomitou e teve certeza da cura em fevereiro de 2014, quando exames médicos mostraram que não havia mais nenhum problema de saúde.

Fonte: Estadão Conteúdo/CNN

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X