Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Homem é espancado até a morte por seguranças de supermercado no RS

Um homem negro, de 40 anos, foi agredido com socos na cabeça no estacionamento do supermercado Carrefour

Publicado em

Um homem negro foi espancado e morto por dois seguranças – brancos – de um supermercado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira (19). Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a agressão, ocorrida no estacionamento do supermercado na zona norte da cidade.

De acordo com o jornal Zero Hora, a vítima foi identificada como João Alberto Silveira Freitas, conhecido como Beto, de 40 anos.

Segundo informações preliminares da Brigada Militar, a confusão teria iniciado no caixa do supermercado, quando a vítima teria ameaçado agredir uma funcionária. Dois seguranças teriam encaminhado João Alberto ao estacionamento, onde aconteceu a violência.

Continua depois da publicidade

Leia também: Primeiro lote da vacina Coronavac chega ao Brasil

O delegado Leandro Bodoia, responsável pela ocorrência, afirmou à publicação que não foi encontrado armamento no local. Os envolvidos serão ouvidos e as imagens das câmeras de segurança serão analisadas na investigação. Duas pessoas foram detidas. A Polícia Civil trata o crime como homicídio qualificado.

Protestos

A notícia da morte de João Alberto gerou revolta nas redes sociais. Movimentos negros de Porto Alegre estão organizando uma manifestação nesta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, para pedir justiça e protestar contra o racismo e a violência a pessoas negras.

Internautas expressaram sua revolta em comentários nos perfis oficiais do Carrefour nas redes sociais.

“Nada justifica duas pessoas espancarem até a morte uma outra. Revoltante”, escreveu uma mulher. “‘Promoção do dia’ Um negro morto na semana da consciência. Explica isso”, pediu outra.

Morte de homem negro em supermercado causa revolta (Foto: Reprodução / Twitter)

O que diz o Carrefour

O Carrefour se pronunciou por meio de um comunicado  na madrugada desta sexta-feira.

“Sobre a brutal morte do senhor João Alberto Silveira Freitas na loja em Porto Alegre, no bairro Passo D’Areia: O Carrefour informa que entrará com uma queixa-crime contra os responsáveis. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família para dar o suporte necessário.

O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente.

Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais.”

Fonte: Revista Marie Claire

 

 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em