Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Governo de SP decreta fase vermelha em todo o estado a partir do sábado (6)

Fase vermelha do Plano São Paulo permite apenas o funcionamento de serviços essenciais; veja a lista do que pode abrir

Publicado em

Todo o estado de São Paulo vai entrar na fase vermelha do Plano São Paulo a partir de sábado (6).

A medida deve permanecer em vigor até o dia 19 de março. A informação foi anunciada pelo governador João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (3).

“Estamos em São Paulo e no Brasil à beira de um colapso. Exige medidas coletivas e urgentes (…) Por este motivo nós estamos atendendo a recomendação do centro de contingência e reclassificando todo o estado de SP para a fase vermelha a partir das 0h de sábado”, afirmou Doria.

Continua depois da publicidade

Também foi antecipado para as 20h início do chamado “toque de restrição”, que antes tinha início as 23h.

A fase vermelha é a mais restritiva e permite o funcionamento apenas de padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais. Doria recebeu pedidos de prefeitos para um endurecimento maior.

Mapa do plano de São Paulo – Foto: Divulgação

Para decidir sobre a fase vermelha, o governo se reuniu com prefeitos na tarde da última terça-feira (2) e recebeu as recomendações do Centro de Contingência do Coronavírus.

Escolas

Na atual configuração da fase vermelha, as escolas podem continuar recebendo alunos com o limite máximo de 35% da capacidade.

“As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, e vão atender os alunos. Exatamente como estava previsto”, acrescentou o governador.

O que pode funcionar na fase vermelha?

Farmácias
Mercados
Padarias
Açougues
Postos de combustíveis
Lavanderias
Escolas
Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
Transportadoras, oficinas de veículos
Atividades religiosas
Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
Bancos
Pet shops
Serviços de delivery ou entregas

Ficam proibidos 

Shoppings, comércio de rua, galerias
Consumo local em bares e restaurantes
Salões de beleza e barbearia
Eventos, convenções e atividades culturais
Academias

Demais atividades que gerem aglomerações

UTIs com alta ocupação

Dados do governo paulista mostram que o estado de São Paulo chegou ao maior número de pessoas internadas com Covid-19 desde o início da pandemia.

Nesta terça (2), eram 16.359 pacientes internados com suspeita ou confirmação da doença em todo o estado, sendo 9.332 em leitos de enfermaria e 7.027 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

A taxa de ocupação de UTIs Covid registrada nesta terça é a terceira maior desde o final de maio de 2020, quando o governo estadual passou a divulgar o dado diariamente.

Entre hospitais públicos e particulares, 75,3% dos leitos de UTI destinados a pacientes com o novo coronavírus estão ocupados. Na Grande São Paulo, a taxa de ocupação das UTIs é de 76,7%.

Por: iG

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em