Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Funcionários da Saúde de SP têm Halloween em meio à pandemia

Publicado em

Em meio à pandemia de coronavírus, profissionais da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo participaram de uma festa na Coordenadoria Regional Sudeste, no dia 22 de outubro, apesar das recomendações do governo para evitar confraternizações e aglomerações nesse período.

A festa para comemorar o aniversário de uma funcionária ocorreu na sede da coordenadoria, no Ipiranga, na Zona Sul da capital paulista. A comemoração, que durou quase 2 horas, ocorreu no auditório da coordenação.

Em nota, a Prefeitura de São Paulo diz que não compactua com o encontro durante a pandemia e que todos os profissionais serão reorientados.

Continua depois da publicidade

Ao G1, o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, disse que a pasta tem mil equipamentos de saúde e 100 mil funcionários.

O secretário ainda afirma que em nove meses de combate ao coronavírus, “os profissionais se dedicaram a cuidar da população”. “O erro de um pequeno grupo, que já foi advertido, não é a postura coletiva da Secretaria Municipal de Saúde”.

Halloween

A festa tinha a temática do Halloween, Dia das Bruxas, e chegou a reunir cerca de 40 pessoas. Nas imagens que o G1 teve acesso é possível ver os funcionários aglomerados em frente a uma mesa decorada com doces e bolo. Algumas pessoas estavam sem máscara.

Leia também: Hospital Federal de Bonsucesso será fechado por tempo indeterminado

Segundo um funcionário que não quis se identificar, as pessoas ficaram aglomeradas durante toda a festa. “Estavam reunidas em grupinhos conversando e sem distanciamento algum, muitas vezes, sem máscara”. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que o distanciamento entre as pessoas deve ser de, no mínimo, 1,5 metro.

O evento também contou com a presença da médica Nilza Maria Piassi Bertelli, coordenadora de saúde responsável pela regional. A reportagem procurou a médica, mas não recebeu posicionamento até o momento da publicação. De acordo com a Secretaria da Saúde, a coordenadora será advertida.

De acordo com outro funcionário, não é a primeira vez que ocorrem aglomerações na sede da coordenadoria durante a pandemia. “Tem uma copa perto da sala da coordenadora que eles fazem almoços frequentes com a contratação de pessoas para servirem crepes e comida japonesa”, afirmou.

Uma portaria publicada pela Secretaria Municipal da Saúde impede a reunião presencial dos conselheiros durante a pandemia para impedir a propagação da doença.

Leandro de Oliveira, coordenador da executiva do Conselho Municipal de Saúde, criticou o ocorrido.

“Se não pode ter encontro de conselho, não pode ter festa, é um contrassenso e descumprimento da norma. Somos totalmente contrários”, argumentou. Os conselheiros de saúde são responsáveis pela fiscalização de recursos empregados e do trabalho realizado no município, além de participarem da elaboração de políticas públicas.

Risco de contaminação

O epidemiologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) Paulo Lotufo alerta para os riscos de aglomerações neste momento e diz que festas não devem ocorrer, mesmo que as pessoas usem máscaras.

“O risco é grande, não é desprezível, nós estamos somente em uma fase da diminuição de casos e de mortes, mas a possibilidade de contágio ainda é muito grande.”

Ele citou a segunda onda de coronavírus que atinge a Europa e que pode atingir rapidamente o Brasil em caso de descumprimento das regras. “A melhor coisa é evitar ações de exagero que permitam o espalhamento do vírus”, afirmou.

De acordo com o epidemiologista, reuniões em ambientes fechados devem ser evitadas e algumas flexibilizações econômicas devem ser repensadas.

“Nós estamos em uma situação bastante complexa ainda, não vai ser vencida de uma hora para a outra. Com certeza, algumas liberações que ocorreram vão ter que ser repensadas, como as salas de teatro e cinema”, disse.

O que diz a Prefeitura de SP

“A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), não pactua com o encontro organizado pela Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Sudeste em tempo de pandemia. A Pasta preconiza e pratica ações de promoção e protocolos sanitários para manter o distanciamento social, o uso de máscaras e evitar aglomeração em todos os lugares. A SMS ressalta que a Coordenadora Regional da Saúde será advertida e todos os profissionais serão reorientados a permanecerem atentos aos cuidados com a doença.”

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X