EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Fake News – Parlamentares acusados dizem ao STF que não vão depor

As fake news suspeitas de serem feitas por seis deputados está sendo investigada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Entretanto, dos seis parlamentares que foram chamados a depor sobre a divulgação de notícias falsas, cinco não pretendem ir.

Publicado em

As fake news suspeitas de serem feitas por seis deputados está sendo investigada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Entretanto, dos seis parlamentares que foram chamados a depor sobre a divulgação de notícias falsas, cinco não pretendem ir.

“Informei que não irei. Diante das flagrantes ilegalidades, inconstitucionalidades e prerrogativas violadas. Ademais, está pendente de julgamento nossos HC (habeas corpus) e agora Dias Toffoli marcou data para o plenário avaliar o inquérito”, afirmou Filipe Barros.

O julgamento sobre as fake news está marcado para a próxima quarta-feira (10), antes do feriado. Em vídeo publicado na internet, o deputado Daniel Silveira também criticou a investigação. “Se eu sou um dos autuados, se eu fui citado, mencionado, intimado, eu preciso saber do que se trata para que eu possa montar minha defesa.” Silveira se refere ao ministro Alexandre de Moraes, relator do caso no STF, como “Torquemada”, um frade conhecido como Grande Inquisidor, do século XV.

Também questionado do por que não irá, o deputado Junior Amaral acusou o inquérito de ser ilegal. “Na minha condição de parlamentar não há porque me submeter a essa ilegalidade. Também por causa do twitte do Alexandre de Moraes afirmando que estamos dizendo mentira sobre não ter acesso aos autos. Mentira dele!”. Amaral seria ouvido nesta quarta-feira, às 14h.

Leia Mais: ALEAM mantém atividades presenciais suspensas

Fonte: CNN

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X