Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Facção ameaça delegados da Polícia Civil e policiais militares da Rocam

Delegados da Polícia Civil e policiais militares da Rocam foram alvos de ameaças, no domingo (12), de uma mensagem atribuída à facção criminosa Comando Vermelho (CV)

Publicado em

Ao demonstrar a fragilidade do Sistema de Segurança do Amazonas, delegados da Polícia Civil (PC) e policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) foram alvos de ameaças, no domingo (12), em uma mensagem atribuída à facção criminosa Comando Vermelho (CV), publicada em um perfil nas redes sociais denominado de ‘Tropa do Mn G Caçador de Fdcu’.

Na publicação direcionada aos policiais, os criminosos deixam claro que o motivo da intimidação é o “prejuízo” que os traficantes estão tendo com as seguidas operações desencadeadas pelas policias no Amazonas, que já resultaram na apreensão de mais de três toneladas de entorpecentes em Manaus e no Estado.

“Os delegados vão ‘rodar’ na bala”, diz o comunicado, completando que as apreensões de drogas da Polícia Civil serão respondidas com “chumbo grosso” e com “rajada de fuzil na cara”.

Continua depois da publicidade

Leia também: Covid-19: Prefeitura instala cabines de desinfecção em Eirunepé

Entre os ameaçados, estão: o delegado Guilherme Torres, titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP); delegado Paulo Mavignier, diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc); delegado Sinval Barroso, titular da seccional centro-oeste; e o delegado Juan Valério, coordenador do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto, (Fera).

Caso sejam comprovadas as tentativas de intimidação, os autores irão responder criminalmente.

A PC ressalta que, independente das ameaças, comuns no meio policial, os trabalhos seguem firmes e os delegados estão preparados para lidar com esse tipo de situação.

‘Roletinha’

Na mensagem, os possíveis traficantes também prometem ‘vingança’ ao chefe da facção, Enilton Cordovil Coelho, 36, mais conhecido como “Roletinha”, morto em desdobramento da Operação ‘Contra-Ataque’, deflagrada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), no Estado de Sergipe.

Procurado pelas autoridades policiais desde 2018, “Roletinha” era apontado como o responsável por várias mortes no bairro Compensa, na zona oeste de Manaus.

O criminoso foi morto no Estado de Sergipe, após reagir a uma abordagem policial. No Amazonas, membros da facção criminosa prestaram homenagens ao chefe da organização com sessões de fogos de artifício por toda a capital.

Ainda no final de semana, a facção rival, conhecida como Família do Norte, a ‘FDN’, divulgou imagens em aplicativos de mensagens e em redes sociais.

As imagens mostram membros da ‘FDN’ comemorando nas ruas a recuperação de territórios pela facção.

Fonte: D24AM

 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X