Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

PSG enfrenta Leipzig em busca da primeira final de Champions League

Neymar e Mbappé, recuperados de lesão, são as esperanças do time francês na partida única, em Lisboa, pela semifinal da competição europeia

Publicado em

Com Neymar em grande fase e Kylian Mbappé recuperado para ser titular, o Paris Saint-Germain (PSG) chega como favorito ao duelo contra o sólido Red Bull Leipzig nesta terça-feira (18), no Estádio da Luz, em Lisboa, às 16h (de Brasília).

Uma das equipes sairá com uma vaga inédita na final da Champions League. A outra semifinal acontece na quarta, entre Lyon e Bayern de Munique.

O bilionário projeto do PSG nunca chegou tão perto do título continental. Antes, o clube só havia chegado às semifinais uma vez, na temporada 1994/1995, quando foi eliminado pelo Milan.

Continua depois da publicidade

Até hoje, o único representante francês a conquistar o troféu é o Olympique de Marselha, em 1992/1993.

A boa notícia para o PSG é que o técnico Thomas Tuchel confirmou que Mbappé se recuperou de uma lesão em um tornozelo e poderá ser titular. Nas quartas de final, o atacante francês começou no banco de reservas e entrou no fim, sendo decisivo para a vitória por 2 a 1 sobre a Atalanta.

Leia também: Argentino Cano marca dois, e Vasco derrota São Paulo no Brasileirão

Outros reforços à disposição do treinador alemão são o meia Ángel Di María, que cumpriu suspensão contra a Atalanta, e o volante Marco Verrati, recuperado de lesão em uma panturrilha.

Desfalque

Por outro lado, o goleiro Keylor Navas, que precisou ser substituído por Sergio Rico após lesionar a coxa direita durante a última partida, será desfalque na semifinal.

O Leipzig disputará as semifinais da Champions pela primeira vez. Apesar da saída do artilheiro Timo Werner, que assinou com o Chelsea, o clube alemão despachou, com uma vitória também apertada por 2 a 1, o Atlético de Madrid, com destaque para a atuação imponente do zagueiro Dayot Upamecano.

Veja também: Jornalista garante que Messi quer deixar o Barcelona imediatamente

O técnico Julian Nagelsmann não deverá fazer alterações na equipe que eliminou o Atlético. Provavelmente, a defesa continuará a ser composta por Upamecano, Lukas Klostermann e Marcel Halstenberg, o que dá liberdade ofensiva aos laterais Konrad Laimer e Angeliño.

Técnicos

Tuchel e Nagelsmann compartilharam o vestiário em 2008, no time B do Augsburg. O atual técnico do PSG era o treinador, e o segundo, jogador, mas se aposentou no mesmo ano devido a uma lesão em um joelho.

Depois de pendurar as chuteiras, Nagelsmann foi auxiliar de Tuchel e tinha a função de “espionar” os adversários do Augsburg.

Ambos se enfrentaram duas vezes como rivais na temporada 2016-2017 do Campeonato Alemão. Com um empate e uma vitória do Borussia Dortmund, de Tuchel, sobre o Hoffenheim, de Nagelsmann.

Red Bull Leipzig: Gulácsi; Halstenberg, Klostermann e Upamecano; Laimer, Sabitzer, Kampl e Angeliño; Nkunku, Olmo e Poulsen. Técnico: Julian Nagelsmann.

Paris Saint-Germain: Sergio Rico; Kehrer, Thiago Silva, Kimpembe e Bernat; Marquinhos, Herrera e Gueye; Mbappé, Neymar e Icardi. Técnico: Thomas Tuchel.

Árbitro: Björn Kuipers (Holanda), auxiliado pelos compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.

Estádio da Luz, em Lisboa.

Fonte: EFE/R7

 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X