Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Empresa especializada em produtos regionais defumados é certificada pela Adaf

Publicado em

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) certificou, nesta quinta-feira (05/11), mais um estabelecimento registrado no Serviço de Inspeção Estadual (SIE), que atesta o cumprimento das diretrizes da legislação sanitária na produção e beneficiamento dos alimentos de origem animal.

A empresa Karu Amazon, com foco em produtos regionais defumados, recebeu o registro de número 232.

Localizada no bairro Crespo, zona sul de Manaus, a unidade de beneficiamento inicia as atividades com aproximadamente 30 produtos, entre molhos e pescado (pirarucu e tambaqui) defumados.

Continua depois da publicidade

Leia também: Missão diplomática visita área de regularização fundiária na Amazônia

O local inaugura com quatro funcionários e capacidade de produção de até uma tonelada por dia. O sócio do empreendimento, Glauco Luzeiros, explicou que, nesse primeiro momento, a previsão é produzir em torno de 200 a 500 quilos por semana.

Além de gerar empregos, o estabelecimento movimenta a economia local ao adquirir matéria-prima de produtores amazonenses. Os peixes são de frigoríficos registrados na Adaf, e a serragem utilizada na defumação é de uma empresa de Itacoatiara que trabalha com madeira certificada.

Foto: Herick Pereira/Secom

Com contatos para distribuir a produção em restaurantes, empórios e, futuramente, por comércio eletrônico, a Karu Amazon vai comercializar, entre outras iguarias, bacon, crispy e medalhão de pirarucu, banda, filé e costela com lombo de tambaqui, além de molhos especiais.

Todos os produtos são defumados e, segundo Glauco, resultaram de cerca de um ano de experimentos gastronômicos elaborados por um chef de cozinha.

O empreendedor afirmou que a comercialização local é o primeiro passo de um projeto que visa, futuramente, aos mercados nacional e internacional.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, destacou a importância da regularização dos estabelecimentos de produtos de origem animal junto aos órgãos de inspeção, seja ela no âmbito municipal, estadual ou federal, e a valorização dos produtos regionais impulsionada por esse trabalho.

Fonte: Correio da Amazônia

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X