Dia ‘D’ para imunização de crianças
Crianças menores de cinco anos devem ser vacinadas contra o Sarampo - Foto: Mário Oliveira/Arquivo/Semcom

A Prefeitura de Manaus realiza no próximo sábado (19) o Dia ‘D’ da Campanha Nacional de imunização contra o Sarampo para crianças menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias).

Nessa data, 136 salas de vacina instaladas em unidades de saúde irão funcionar no horário das 8h às 17h, com a oferta também de todas as vacinas recomendadas para essa faixa etária.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, a mobilização integra a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, iniciada pelo Ministério da Saúde no dia 7 de outubro, mas que foi ampliada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto com o objetivo de fortalecer o trabalho de atualização do cartão vacinal de crianças no município.

Leia Também: MAP suspende voos para Coari, Tefé e Eirunepé, no Amazonas

“A intenção do Ministério da Saúde é a mobilização nacional para o controle do surto de sarampo que atinge outros Estados. Em Manaus, o surto do sarampo foi encerrado no início do mês de junho, após 90 dias sem registro de casos confirmados da doença, mas o vírus continua circulando no País, o que torna necessária a ampliação da cobertura vacinal da população para evitar um novo surto, reduzindo o risco da doença se propagar”, enfatizou o secretário.

A mobilização do Dia ‘D’ terá a oferta de vacinas como: Pneumocócica (pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo), Poliomielite, Rotavírus, Meningocócica (previne a doença meningocócica C), Febre Amarela, Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra Viral; (sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora) e Hepatite A.

A lista das salas de vacina que irão funcionar no próximo sábado, na área urbana de Manaus, pode ser acessada no site da Semsa.

“Na zona rural, o trabalho de multivacinação está ocorrendo com uma estratégia diferenciada, inclusive com equipes de vacinadores percorrendo os ramais e comunidades de áreas rurais terrestres e fluviais”, explicou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, enfermeira Isabel Hernandes.

Fonte: D24AM

1 COMENTÁRIO

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.