A produtora CD Projekt Red, a mesma que desenvolveu The Witcher 3, sabe mesmo guardar segredos. Cyperpunk 2077, um ambicioso game que está há anos em desenvolvimento, finalmente deu as caras na E3 2018. Alguns sortudos conseguiram assistir a um gameplay exclusivo, de uma hora, deste RPG de ação onde todas as suas escolhas têm consequências, diretas ou indiretas, no rumo da história. A impressão inicial que se tem é de estarmos diante de uma mistura de Deus Ex, pelo visual caótico e futurista, e o próprio The Witcher 3, por conta do sistema de escolhas e narrativa.

O TechTudo teve a oportunidade de participar de uma dessas apresentações e traz as primeiras impressões do jogo, que ainda não tem data de lançamento definida, mas será lançado para PS4, Xbox One e PC.

Cyberpunk 2077 se passa em um futuro sombrio (Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

(Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

Quando a tecnologia se torna indispensável (até demais)

No universo de Cyberpunk 2077, o jogador irá acompanhar a vida do protagonista “V”, um mercenário modificado com implantes cibernéticos. Durante a demo, os produtores optaram por usar a versão feminina de V, mas também é possível jogar como homem. Por falar em personagens, a CD Projekt afirma que o game terá um complexo sistema de criação, incluindo aparência, backstory de V, ficha de habilidades para que se possa distribuir pontos (como força, destreza, inteligência, etc) e escolha de classes. V pode se tornar um “Netrunner”, “Techie”, “Solo”, ou uma mistura dos três. Todas essas escolhas podem influenciar no rumo do jogo.

A demonstração acontece em Night City, a metrópole mais perigosa e violenta comandada por grandes megacorporações. Durante uma parte da missão apresentada foi possível conhecer, por exemplo, Meredith Stout, uma executiva egocêntrica que despreza as pessoas comuns e faz de tudo para alcançar seus objetivos egoístas. Ao que deu a entender, a sociedade no game se divide claramente entre estas poderosas empresas, que controlam o dinheiro e boa parte da tecnologia, além das pessoas comuns, que podem optar por se subjugarem a este domínio ou a se rebelarem.

Um aspecto visual interessante do jogo é a verticalidade da arquitetura da cidade. O próprio apartamento do protagonista V fica localizado numa espécie de complexo habitacional com vários andares. “Cada andar é o lar de um NPC, com segredos e missões em potencial”, explica um dos produtores na apresentação. Com isso, é de se impressionar com o trabalho que foi necessário para criar tantas narrativas e, cada uma delas, com vários outros desdobramentos e consequências.

É possível explorar a cidade a pé, de carro ou moto. Há também combates entre carros, mas isso não foi mostrado na demo, infelizmente. Ao vagar pelas ruas, é bom ficar de olho aberto para não ser alvo das várias gangues espalhadas por Night City. O distrito The Watson, por exemplo, é dominado por uma gangue conhecida como Maelstorm, liderada pelo chefão Royce. V o encontra, durante a apresentação, e decide aceitar uma de suas missões (você também pode recusar esta oferta, ou mesmo aceitar e depois enganá-lo).

Em Cyberpunk 2077, você também pode explorar a cidade de carro (Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

(Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

Mantenha seus upgrades em dia

Como em todo RPG que se preze, ter atenção ao aprimoramento do seu personagem é indispensável. Em Cyberpunk 2077, você poderá encontrar alguns médicos pela cidade (legais ou ilegais) para melhorar ou implantar extensões cibernéticas em você (mais uma referência a Deus Ex aqui).

Na apresentação, nós conhecemos Victor – um “ripperdoc”, como são conhecidos profissionais que mesclam habilidades tanto em medicina quanto em engenharia. Eles podem, praticamente, reconstruir você e torná-lo uma máquina de guerra, ou um fantasma – que usa implantes para evitar ser detectado. Tudo depende de qual tipo de personagem pretende criar e, é claro, de ter dinheiro para pagar por isso.

Você pode aprimorar seu personagem com médicos legalizados ou não em Cyberpunk 2077 (Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

(Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

Agora é segurar o hype

A data de lançamento ainda é um mistério. A única informação divulgada até agora é que Cyberpunk 2077 estará disponível para PC, Xbox One e PS4. Mas toda essa espera pode valer a pena. Se levarmos em consideração o sucesso que foi The Witcher 3, este novo título da produtora polonesa promete ser tornar mais uma referência de riqueza de narrativa e construção de personagens. Vale deixar claro que Cyberpunk tem uma temática bem adulta, com cenas de violência explícita, consumo de drogas, nudez e sexo.

Como não foi possível testar o jogo, fica difícil falar com precisão de gameplay, mas ficou claro que V é bem versátil em combate, utilizando tanto armas de fogo, seus implantes, drones, ou tudo isso junto para atacar (outra referência a Deus Ex). Agora é esperar por mais informações e tentar segurar a expectativa para mergulhar nesse futuro sombrio da tecnologia.

Cyberpunk 2077 tem temática adulta (Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

Fonte: TechTudo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here