Foto: Divulgação

O Dia dos Pais chegou e, para comemorar uma data tão especial, relembramos alguns papais maravilhosos da ficção, que passaram grandes ensinamentos de vida nas telinhas. Alguns são puro amor, outros andam por caminhos tortos. Uns são hilários, outros só trazem drama. Ou seja, nada de estereótipo daquele cara que fica no sofá, vendo jogo e bebendo cerveja. Cada um deles é único, assim como acontece na vida real!

Jack Pearson (This Is Us)

Como não começar a lista com o queridinho do momento? Milo Ventimiglia já conquistava o coração de todo mundo com seus personagens em Gilmore Girls e Heroes, mas o paizão de This Is Us é praticamente um homem perfeito — mesmo sendo imperfeito! Completamente apaixonado pela esposa, esse é um homem que faz tudo para cuidar dos três filhos, sempre proporcionando discursos emocionantes.

Homer Simpson (Os Simpsons)

Homer é um homem atrapalhado, beberrão, imaturo e irresponsável. Mas ninguém pode negar: ele ama seus filhos. Lembra como o Simpson aceitou voltar a ser humilhado e desistiu dos seus sonhos só para botar mais dinheiro dentro de casa e cuidar da pequena Maggie?

Sandy Cohen (The O.C.)

Se alguém merece uma caneca de ‘melhor pai do mundo’, é o adorado personagem de Peter Gallagher. Sandy Cohen não somente era um grande parceiro e incentivador para Seth (Adam Brody), como ainda resgatou ‘o estranho no paraíso’ Ryan (Ben McKenzie), sendo o primeiro a acreditar em seu potencial. #MeAdota

Danny, Jesse e Joey (Três É Demais/Fuller House)

Estamos trapaceando, mas é impossível escolher apenas um homem de Full House. É lindo ver como o organizado Danny (Bob Saget), o descolado Jesse (John Stamos) e o hilário Joey (Dave Coulier) colocam todas as diferenças de lado, a fim de construir um lar harmonioso, cheio de amor e alegria para D.J. (Candace Cameron Bure), Stephanie (Jodie Sweetin) e Michelle (Mary Kate e Ashley Olsen).

Walter White (Breaking Bad)

Ninguém é perfeito. Nem mesmo seus pais. A prova disso é o icônico personagem de Bryan Cranston. No final, tudo se tornou uma grande confusão e vidas nunca mais foram as mesmas? Sim. Porém, a intenção (inicial) do protagonista de Breaking Bad era proporcionar uma vida melhor para sua família.

Michael Kyle (Eu, a Patroa e as Crianças)

Além de ter algumas das frases mais decoradas pelo público brasileiro, o paizão de Damon Wayans Jr. sempre usa muita criatividade para dar grandes lições em seus filhos. Dentre muitas palhaçadas e situações, ele confia em sua família e está sempre presente. Quer coisa melhor?

Ned Stark (Game of Thrones)

Ele foi um dos primeiros a morrer na adaptação sangrenta da obra de George R. R. Martin, afinal é um personagem de Sean Bean que estamos falando. Mesmo assim, seus ensinamentos de lealdade, honra e bondade fazem com que ele siga presente nos corações de seus filhos e na memória dos fãs!

Joe West (The Flash)

Barry Allen (Grant Gustin) pode ser o homem mais rápido do mundo, mas Joe West (Jesse L. Martin) é o coração de The Flash. Ele foi um pai incrível para Iris (Candice Patton), acolheu Barry no momento que o menino mais precisou, conseguiu se conectar com o filho perdido Wally (Keiynan Lonsdale), e ainda é uma figura paterna para todo o time S.T.A.R. Labs. A pequena Jenna é uma menina de sorte…

Tony Soprano (Família Soprano)

Cuidar da família e da máfia, ao mesmo tempo, demanda esforço. Por mais que tenha feito ações completamente condenáveis e tente esconder sua vulnerabilidade, eram as relações entre o protagonista e seus filhos que roubavam grandes cenas. Não é a toa que James Gandolfini é responsável por um dos personagens mais icônicos da TV norte-americana.

Klaus Mikaelson (The Vampire Diaries/The Originals)

Quem diria que aquele homem capaz de matar 12 híbridos com uma espada ao som de músicas natalinas seria um bom pai, não é mesmo? O personagem de Joseph Morgancomete erros, mas é capaz de qualquer sacrifício para garantir a segurança e felicidade de Hope (Summer Fontana/Danielle Rose Russell). Graças aos atos dele, a jovem terá seu próprio caminho para percorrer em Legacies…

Al Bundy (Married with Children)

Lembra quando falamos que nem todo pai fica sentado no sofá e bebendo cerveja? Bem, o Al Bundy de Ed O’Neill faz isso. E muito. Porém, por baixo de uma fachada cínica e anos de trabalho tedioso (se você procurar com muito carinho) ele segue ali, firme e forte, para manter sua família, mesmo dentre tantas confusões.

John Winchester (Supernatural)

Outro exemplo de pai imperfeito, cujo amor pelos filhos é inegável. John (Jeffrey Dean Morgan) perdeu a esposa muito cedo e teve que cuidar dos dois filhos sozinhos, num mundo cercado de monstros. Ele ensinou muito mais que o legado de um caçador… Também comprovou a importância da família para Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles).

Julius (Todo Mundo Odeia o Chris)

O cara tem dois empregos para sustentar a família, mas ainda encontra um jeitinho de passar tempos memoráveis com seus três filhos. E é o Terry Crews. Precisa dizer mais?

Rick Grimes (The Walking Dead)

Ser pai não é coisa fácil. Imagina então num mundo pós-apocalíptico, com zumbis em cada esquina. Mas o papel de Andrew Lincoln se importa muito com os filhos (até dando seu chapéu para o pimpolho, vale lembrar), tentando passar bons ideais e construir um futuro melhor. Nem sempre ele acerta, mas a intenção é que vale.

Jim Hopper (Stranger Things)

Pai é quem cuida. A grande prova fica em Jim Hopper (David Harbour), que já tinha sido carinhoso com sua saudosa filha biológica, mas ainda decide adotar Eleven (Millie Bobby Brown) num momento de perigo. Claro que seu jeito teimoso causa brigas, mas ele sempre está com arma em punho, pronto para ajudar a jovem poderosa a salvar o dia.

Philip Banks (Um Maluco no Pedaço)

Philip Banks (James Avery) é um homem carinhoso e de bom coração, constantemente preocupado com a felicidade dos filhos. Inclusive com o sobrinho Will (Will Smith), quem ele acolhe em sua casa, mesmo causando tantas confusões. Sempre disposto a dar um bom conselho (ou jogar pessoas impertinentes pela porta), ele ainda é bem guloso. Nos representa na vida.

Jack Bauer (24 Horas)

Ser filha de Jack Bauer (Kiefer Sutherland) não é tarefa fácil, afinal criminosos sempre podem querer te usar como vantagem. Porém, ter um pai capaz de fazer missões absurdas, em menos de um dia, é algo bem bacana, vai!

Ron Swanson (Parks and Recreation)

O termo ‘Paternidade’ não é a primeira coisa que vem a mente quando o assunto é Ron Swanson (Nick Offerman). Pensamos em carne, marcenaria, falta de contato humano e uma personalidade ranzinza… Porém, como não lembrar que esse homem tinha um coração de ouro, chegando a brincar de princesa com as filhas de sua amada? E depois, seguiu sendo protetor quando teve um filho biológico.

Rogelio de la Vega (Jane the Virgin)

Se tivesse uma foto no dicionário para a definição de ‘vaidade’, seria um retrato autografado de Rogelio (Jaime Camil). Por sua vez, esse astro das telenovelas sempre tenta compensar o tempo perdido com Jane (Gina Rodriguez), apoiando os sonhos da filha e do restante da família. Com muito amor, confusão e postagens doidas nas redes sociais, diga-se de passagem.

Seu Madruga (Chaves)

Ícone. Professor da vida real. Capaz de trabalhar em empregos diferentes (e fugir de muitos outros). O famoso personagem de Ramon Valdés é mais que um símbolo de adoração para o povão. Ele se vira para cuidar da filha, surge como figura paterna para Chaves (Roberto Gomez Bollanos) e tenta até dar conselhos para Quico (Carlos Villagran) — mesmo sabendo que vai levar bofetada no final.

Fonte: AdoroCinema

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here