Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2002, o Museu do Porto passará a integrar o projeto de ressignificação do Centro Histórico de Manaus. Nesta terça-feira, (12), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto assinou o termo de posse do prédio histórico, durante solenidade especial.

A cessão do prédio foi um pedido da prefeitura à Superintendência do Patrimônio da União (SPU), intermediado pelo Ministério Público Federal (MPF), em função da importância e do valor histórico do Museu do Porto.

Centro Histórico

Dentro do projeto requalificação do Centro Histórico, a prefeitura trabalha para restaurar e resgatar importantes ícones da capital, como o Paço da Liberdade, que vai se tornar o Museu da Cidade a partir do ano que vem; as duas casas mais antigas da cidade de Manaus, denominadas casas 69 e 77, cujas obras serão entregues em 2018, e o Casarão de São Vicente, também na rua Bernardo Ramos e que já conta com recursos alocados; além do Les Atistes Café Teatro.

Compõem, ainda, o plano estratégico municipal para o Centro Histórico da cidade, a Biblioteca Municipal João Bosco Pantoja Evangelista, as praças Adalberto Valle e Tenreiro Aranha, além dos antigos prédios do Hotel Cassina (Cabaré Chinelo) e da Câmara Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here