Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

PES 2021 será um jogo ‘menor e mais barato’

Ao anunciar que o próximo Pro Evolution Soccer seria uma 'atualização de temporada', a Konami deixou boa parte do público achando que o jogo seria um DLC pago

Publicado em

A Konami anunciou, sem dar muitos detalhes, que o Pro Evolution Soccer (PES) 2021 teria a forma de uma “atualização de temporada” – e causou uma tremenda confusão.

Todo mundo ficou achando que o próximo PES seria um DLC pago do PES 2020, lançado no ano passado, com uniformes e equipes renovadas. Mas não é o caso.

Acionada pela IGN e pela PC Gamer, a empresa esclareceu que PES 2021 será um jogo independente, porém com um preço mais barato do que um lançamento normal.

Continua depois da publicidade

A Konami esclareceu que quando fez o anúncio, quis dizer que o título teria apenas alterações mínimas na estrutura nos recursos em comparação com o seu antecessor.

Atualmente, os desenvolvedores estão focados com o simulador de futebol da próxima geração, que deve começar a ser testado em meados de 2021, com uma data estimada de lançamento no final do mesmo ano.

Leia também: Crash Bandicoot: franquia ganhará primeiro game para celulares

“Este título está sendo desenvolvido com uma mecânica atualizada que nos permitirá apreciá-lo com melhorias surpreendentes em todas as áreas do jogo. Espere modelos e animações mais realistas, física aprimorada, visuais fotorrealistas e muito mais”, afirmou a Konami no anúncio oficial, feito nesta quarta-feira (15).

Público

Não é de hoje que boa parte do público, não só do Pro Evolution Soccer (PES) como também da série Fifa, da EA Sports, e de outros jogos esportivo pede que os jogos deixem de ser lançamentos individuais e passem a ter somente atualizações anuais de elenco e pequenas melhorias de gráficos e mecânica.

Para os fãs, seria uma solução mais barata e prática do que comprar o jogo do ano e “descartar” o da temporada anterior.

O anúncio da Konami trouxe essa esperança, mas durou pouco. A Konami tem ficado para trás nos campos em sua disputa contra a EA Sports, e a empresa deve usar esse ano “perdido” para armar um contra-ataque na próxima geração.

Fonte: Olhar Digital

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X