Foto: Divulgação

O ex-deputado federal Francisco Praciano anunciou ontem que vai se aposentar da “política-partidária” do PT e revelou que não será mais candidato a cargos eletivos. “De candidatura eu me aposento. Já fiz a minha parte”, disse ele ao SIM&NÃO.

Praciano travou e perdeu uma queda-de-braço dentro do PT para ser candidato ao Senado. O partido preferiu dar a legenda à comunista Vanessa Grazziotin, que  disputa a reeleição. “Perdi essa luta. Fiz minha parte. Lutei pelo que achava ser um direito meu. Estou fora”.

Despedida

Na conversa com a coluna, Praciano informou que embarca na próxima semana para o Ceará, a fim de resolver problemas familiares, e não sabe se retorna ao Amazonas.

A luta continua

“Não vou sair do PT. Vou continuar fazendo política, mas não a partidária. Vou fazer política como cidadão. Vou procurar um meio, dar aula, me envolver com associação, ONG”, comentou. “Vou escolher lá no Ceará uma forma de brigar pelo Lula e o (Fernando) Haddad”.

‘Se vire’

A respeito dos comunistas, Praciano disse que vem sendo acusado de atrapalhar Vanessa. “Quem está fora está atrapalhando em quê?”, indagou. “Que a Vanessa seja feliz e procure um lugar que seja aceita. Ela que se vire para encontrar a aliança que melhor lhe favorecer. O David (Almeida) e o Serafim (Corrêa) não querem”.

Fonte: Acritica.com

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here