Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os vereadores de Manaus aprovaram, na sessão desta terça-feira (15/10), o Projeto de Lei nº 202/2019, apresentado pelo vereador Isaac Tayah (DC), que torna o sanduíche amazônico X-Caboquinho, patrimônio cultural e imaterial da cidade de Manaus.

Preparado com pão francês, queijo coalho, banana pacovã frita e tucumã, fruta nativa da região, é um dos sanduíches mais consumidos pelos manauaras.

De acordo com o autor do projeto, a finalidade do PL é proteger o sanduíche, sensação entre os manauaras, e que faz sucesso também entre os turistas que visitam a capital amazonense. “É um alimento sem igual e essencialmente manauara, que, por ser preparado com tucumã, fruto exótico, nativo da nossa terra ganhou o sugestivo apelido de X-Caboquinho”, afirma Isaac Tayah.

Leia também: David Almeida lança o núcleo partidário Avante Jovem

Em recente pesquisa realizada pelo site de viagens TripAdvisor.com, que fornece informações e opiniões de conteúdos relacionados ao turismo, o X-Caboquinho foi considerado excelente por 86% dos turistas que experimentaram o sanduíche, durante visita à Manaus.

Segundo os especialistas da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária (Embrapa), o tucumã da Amazônia, principal ingrediente do X-Caboquinho, é único. Em outros estados, ele muda de cor e até de sabor, e muitas vezes nem chega a ser usado como iguaria, mas em Manaus é um verdadeiro sucesso.

Em 2004, o Acarajé, bolinho típico da culinária baiana, se tornou patrimônio cultural do Brasil. A decisão partiu pelo Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Depois de aprovado pelos vereadores, o PL de Isaac Tayah, seguiu para sanção do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Fonte: Correio da Amazonia 

1 COMENTÁRIO

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.