Josué Neto faz homenagem pelo Dia de Conscientização do Autismo
Foto: oel Arthus

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto, solicitou ações de socorro, em caráter de urgência, para o município de Canutama (a 619 KM de Manaus).

A cidade entrou em situação de alerta devido a subida das águas dos rios. O pedido foi feito através de requerimentos encaminhados à Defesa Civil e ao Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

“Existem muitas áreas alagadas na cidade. Muitas famílias estão desabrigadas, desalojadas. Precisamos minimizar de alguma forma o sofrimento dessas pessoas”, disse Josué.

O parlamentar lembrou que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) N° 05/2014, de sua autoria, foi aprovada por unanimidade no Parlamento final do ano passado e tem a finalidade de conferir a Secretaria de Defesa Civil autonomia orçamentária e financeira para gerir os recursos e as despesas da Defesa Civil.

A proposta garante o estabelecimento de medidas permanentes de proteção da população, visando minimizar os efeitos de desastres no Estado.

“Fiz isso para que a Defesa Civil tivesse autonomia de trabalho para atender a população o mais rápido possível em casos como este de Canutama”, afirmou o deputado.

Em números

Segundo dados da Defesa Civil, se encontram em situação de emergência 30 municípios do Amazonas. São eles: Eirunepé, Guajará, Ipixuna, Carauari, Juruá, Itamarati, Boca do Acre, Lábrea, Canutama, Tapauá, Pauini, Humaitá, Novo Aripuanã, Manicoré, Borba, Nova Olinda do Norte, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Tabatinga, Manacapuru, Iranduba, Careiro da Várzea, Anori, Caapiranga, Anamã, Maraã, Tefé, Parintins, Boa Vista do Ramos e Manaquiri.

Outros 25 municípios estão em situação de alerta, incluindo Manaus, Itacoatiara, Barcelos e Novo Airão.

Leia Também: Governadores voltam a Brasília para discutir reforma da Previdência
Fonte: Assessoria do Deputado

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.