Foto:Reprodução

O pior se confirmou: o atacante Pedro, do Fluminense, vai operar o joelho direito nos próximos dias. Após a lesão parcial (estiramento) no ligamento cruzado anterior e o tratamento conservador, o atacante foi reavaliado há alguns dias e ficou constatada a necessidade da cirurgia. O prazo de recuperação é de cerca de seis meses e a tendência é que ele seja operado pelo médico do Atlético-MG e da Seleção, Rodrigo Lasmar.

Os detalhes do caso foram divulgados posteriormente pelo Fluminense em coletiva de impresna de Paulo Angioni, diretor executivo de futebol, e Michael Simoni, diretor de saúde do clube, em um vídeo. A informação da cirurgia foi divulgada, inicialmente, pelo UOL Esporte, e o GloboEsporte.com avançou no caso. Pedro foi a Belo Horizonte recentemente para ser avaliado por Lasmar.

– Cirurgia de ligamento cruzado anterior não deve ser feita de imediato. São precisos de 15 a 20 dias para recuperar o arco de movimento e o tônus muscular. São medidas importantes para evitar a artrofibrose no local – disse o diretor de saúde do Flu, Michael Simoni

– Hoje o joelho do Pedro está maduro para o procedimento cirúrgico, que deve acontecer na próxima semana. O prazo de recuperação é de cerca de seis meses.

Pedro lesionou o joelho no último dia 25 de agosto — Foto: FERNANDO MICHEL/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Pedro lesionou o joelho no último dia 25 de agosto — Foto: FERNANDO MICHEL/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O atacante de 21 anos respondeu bem à fisioterapia e ao tratamento conservador. Mas como havia risco de ter problemas no futuro, o departamento médico do Fluminense entendeu que a operação era a melhor saída. Rodrigo Lasmar, a segunda opinião do caso, também referendou a opção pela cirurgia.

– O exame de reavaliação foi feito no dia 10 de setembro pelo Douglas Santos (coordenador médico do Flu) e foi definida a necessidade da cirurgia. O jogador e seu staff pediram então para que não se falasse mais sobre a questão por questões pessoais. Nós, médicos, somos obrigados pelo código de ética médica de não divulgar os detalhes principalmente quando há um pedido do paciente. Durante essa semana conversamos, o Pedro bastante chateado pela situação – frisou Simoni.

”Demos uma satisfação para a Seleção, já que o Tite cobrava o Rodrigo Lasmar por respostas. Optamos também que o Rodrigo avaliasse o jogador para dar um feedback melhor. A avaliação foi feita ontem (segunda-feira) e ele também julgou necessário o procedimento cirúrgico”.

Angioni daria a coletiva ao lado de Douglas Santos, que não compareceu dada a necessidade de realizar uma outra cirurgia em um paciente. O diretor executivo negou se sentir “abandonado” na conversa com os jornalistas e disse que o clube acatará a decisão do jogador quanto ao médico que o operará “sem constrangimento algum”.

– Não há nenhum constrangimento, afinal, os procedimentos respeitaram a questão médica. Todo o apoio será dado no momento certo a ele. O jogador tem o direito de escolher qual o médico irá operá-lo. Não tenho a informação se ele já decidiu. Caso queira que seja alguém de fora, vamos acatar normalmente – disse Angioni.

De acordo com o dirigente, o Fluminense não irá contratar nenhum jogador para repor a perda. Segundo ele, isso foi feito antes da lesão, com Kayke.

Pedro se lesionou no último dia 25 de agosto, na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, no Mineirão. O jogador tinha acabado de ser convocado pela primeira vez para a Seleção. Por conta do problema, foi cortado dos amistosos contra Estados Unidos e El Salvador.

Lesão de Pedro e derrota para o Cruzeiro deixam torcedores do Fluminense angustiados
Globo Esporte RJ
Fonte:GE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here