Foto: Reuters

O Palmeiras está muito próximo de conseguir uma vaga nas quartas de final da Taça Libertadores. Em um jogo truncado e de poucas chances, o Verdão foi fatal no segundo tempo para travar o Cerro Porteño e vencer por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Assunção.

Borja marcou os dois gols que colocam a equipe paulista em ótima condição nas oitavas.

A equipe dirigida por Luiz Felipe Scolari se classificará mesmo perdendo por um gol de diferença, dia 30 de agosto, na arena. Caso marque um gol em casa, o Palmeiras obriga os paraguaios a fazer no mínimo três. Quem passar enfrenta o vencedor do confronto entre Colo-Colo e Corinthians. Os chilenos venceram o confronto inicial por 1 a 0, em Santiago.

Primeiro Tempo Ruim

Cerro e Palmeiras fizeram um jogo sofrível. Os paraguaios em nenhum momento fizeram valer o mando de campo para pressionar. O melhor que conseguiram foi um chute por cima do gol de Rodrigo Rojas, aos 28 minutos. E só. Mas o Palmeiras não soube aproveitar as deficiências adversárias. O Verdão ficou muito distante em campo, trocou poucos passes e errou demais individualmente. Bruno Henrique se apresentou pouco ao ataque, Moisés não criou, Dudu e Hyoran tiveram que voltar muito para buscar o jogo, Borja ficou preso entre os zagueiros.

Verdão muda no segundo tempo

O primeiro minuto do segundo tempo decidiu o jogo. Dudu bateu falta, Churín desviou de cabeça para trás, e Borja apareceu na segunda trave para colocar o Palmeiras em vantagem. Passou a ser como Felipão gosta: time bem fechado na defesa, sem dar espaços e tentando jogar nos contra-ataques. E funcionou. Aos 25, em saída rápida pela esquerda, Diogo Barbosa quase marcou. No rebote, Moisés deu lindo passe para Borja aumentar. O Cerro tentou pressionar a partir disso, mas não assustou muito. Cara a cara com Weverton, Benítez foi travado por Antônio Carlos antes de finalizar.

Felipe Melo faz gesto obsceno

Bem antes de a bola rolar em Assunção, Felipe Melo se envolveu em uma polêmica. Ao deixar os vestiários para fazer o reconhecimento do gramado, o volante fez um gesto obsceno na direção da torcida da casa. Os torcedores estão cantando no momento, mas não é possível precisar se o jogador foi ofendido e nem o que ele diz ao se virar para as arquibancadas atrás de um dos gols.

Borja é o cara

Os dois gols marcados no Paraguai deixam Borja muito perto da artilharia da Libertadores. O colombiano tem agora oito no torneio, apenas um abaixo de Morelo, do já eliminado Santa Fe, da Colômbia. O centroavante, aliás, marcou os últimos seis gols do Palmeiras na competição sul-americana.

Fonte: GE

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here