Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Arábia Saudita não é exatamente o ambiente mais acolhedor para Jesus. Embora boa parte de suas imagens tenha sido preservada na cruzada de um país muçulmano contra o cristianismo, há punições severas para quem não segue a religião local. Na Arábia, é o deus Alá quem norteia a fé e os sacrifícios de um povo devoto.

Mas Gabriel não precisa entrar nessa. Numa região marcada por conflitos, ele é “só” o camisa 9 da seleção brasileira com a missão de retornar aos melhores dias. É Jesus querendo ser o dono da bola em território de Alá. É o centroavante titular da seleção brasileira no amistoso desta sexta-feira, às 15h (de Brasília), contra a Arábia Saudita.

Gabriel Jesus foi titular de agosto de 2016 a julho de 2018. Dois anos. Fez 10 gols e protagonizou a arrancada da equipe nas eliminatórias, mas não resistiu a uma Copa do Mundo em branco e à temporada arrebatadora do concorrente Roberto Firmino, o novo titular.

Nesta sexta, Tite levará a campo uma Seleção modificada, com chances para que todas as classes possam mostrar serviço: novatos, como Pablo; reservas que lutam pela promoção, casos de Alex Sandro e Fred; e ex-titulares no caminho da redenção, como Jesus.

Tite fez elogios a Gabriel Jesus em entrevista antes do jogo — Foto: Reprodução

Tite fez elogios a Gabriel Jesus em entrevista antes do jogo — Foto: Reprodução

Talvez, por isso, ao longo da semana, tenha havido um esforço coletivo para que ele recuperasse a confiança abalada pela Copa ruim e voltasse a sorrir. Na segunda-feira, ainda em Londres, Jesus custou a acertar finalizações. Errou, errou, errou… mas começou a acertar e até Danilo, lateral-direito que atua com ele no City, aplaudiu e gritou seu nome para incentivar.

Embora seja mais um jogo para oportunidades – Tite não gosta de testes ou experimentos, Gabriel Jesus terá um trunfo. Seus companheiros são bem conhecidos. Foi justamente ao lado de Renato Augusto, Coutinho e Neymar que ele brilhou num passado recente. Eles estarão novamente em campo.

E caso isso se repita, os sauditas, fãs do futebol brasileiro, poderão, enfim, aplaudir Jesus.

Fonte: GE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here