Foto:Reprodução

A diretoria do Atlético-MG utilizou as redes sociais para repudiar os gritos homofóbicos de parte da torcida durante o clássico com o Cruzeiro, no domingo, no Mineirão, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“O CAM lamenta profundamente as manifestações homofóbicas de parte dos torcedores, no jogo deste domingo, no Mineirão. Reiteramos nosso repúdio a quaisquer gestos de preconceito ou de incitação à violência”, declarou o clube, em mensagem publicada nas redes sociais.

“A maior torcida de Minas é composta por pessoas de todas as classes sociais, raças e gêneros, não cabendo qualquer tipo de discriminação. Isso não faz parte da nossa gloriosa história!”, completou a diretoria atleticana.

Os gritos foram registrados ao final do jogo, quando alguns torcedores usaram o nome de Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República, para atacar torcedores rivais. “Ô cruzeirense, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar veado.”

Atlético-MG e Cruzeiro empataram sem gols, no Mineirão, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte:Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here