Foto: AFP PHOTO / FRANCK FIFE

Dois meses depois de trocar o Real Madrid pela Juventus, o astro português Cristiano Ronaldo retorna à Espanha para enfrentar o Valencia em sua competição favorita: a Liga dos Campeões.

Em pleno processo de adaptação na Itália, o luso volta a pisar em um campo espanhol no torneio continental. Ronaldo é o maior artilheiro da história da competição, com 120 gols, e conquistou quatro das últimas cinco edições liderando o clube merengue.

Foi este retrospecto que fez a Juve pagar 100 milhões de euros para contratar o cinco vezes vencedor da Bola de Ouro. A Velha Senhora ficou no quase em 2015 e 2017, depois de perder as finais respectivamente para Barcelona e Real Madrid, e o último título no torneio foi em 1996.

O desafio inicia nesta quarta-feira em um complicado grupo H, que também conta com Manchester United e Young Boys.

“Tenho que trabalhar duro, porque vencer a Liga dos Campeões não é fácil. Espero poder ajudar”, disse Cristiano durante sua apresentação em Turim em meados de julho.

Sua integração na Serie A com novos companheiros parece ir por um bom caminho, facilitada pela não convocação para defender a seleção de Portugal nos amistosos de setembro.

– ‘Um pouco ansioso’ –

Após os três primeiros jogos sem balançar as redes, Ronaldo desencantou com dois gols na vitória sobre o Sassuolo (2-1) no domingo. O português aumentou para 400 o número de gols marcados em campeonatos locais desde o início de sua carreira, segundo recontagem realizada pela imprensa italiana.

A pequena seca de gols no início de temporada não foi preocupante, já que o rendimento do astro foi bom, com exceção no duelo contra a Parma. Depois de marcar na última rodada, Ronaldo reconheceu que ficou aliviado.

“Tinha vontade de marcar. Estava um pouco ansioso depois de deixar o Real Madrid, o que é normal depois de tudo que vivi. Estou feliz. Trabalho bem e sabia que os gols chegariam”, declarou Ronaldo apos a partida.

Para o técnico Massimiliano Allegri, que anunciou no sábado que Ronaldo iria marcar, o desafio é encontrar a forma de administrar o luso da melhor maneira junto a Paulo Dybala. O 4-3-1-2 utilizado contra o Sassuolo com o argentino de Nº10 poderia ser a solução, já que o português jogou mais pelo lado esquerdo nos primeiros jogos.

– Valencia centenário –

Fora dos gramados, Ronaldo foi uma explosão nas redes sociais e no Instagram.

O craque publicou fotos suas trabalhando na sala de musculação, no dia seguinte a seus primeiros jogos na Itália, mas também colocou imagens de seus momentos de descanso em um iate em Cerdeña ou passeando pelo lago Como.

No caloroso ambiente do estádio de Mestalla, na quarta-feira, a partida é cercada de grande expectativa. O Valencia voltou à Liga dos Campeões após três anos de ausência e o clube tem todas as ambições do mundo no ano em que completa 100 anos de existência.

Mas o time de Marcelino García Toral não iniciou bem a temporada no Campeonato Espanhol, com uma derrota e três empates nas primeiras quatro rodadas. Além disso, o talento de Ronaldo continua sendo temido na Espanha, já que CR7 marcou 15 gols nos 16 jogos que enfrentou os valencianos.

“A Juventus é um rival muito forte, mas também tem pontos fracos e temos que aproveitá-los. Estamos preparados”, disse o atacante Gonçalo Guedes, que enfrenta o companheiro e capitão da seleção portuguesa.

Fonte:AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here