Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Pérez falta à coletiva por teste inconclusivo de Covid-19 e deixa F1 em alerta

Sergio Pérez teve resultado inconclusivo em teste de coronavírus e está barrado do paddock da Fórmula 1 até segunda ordem. O mexicano faz agora segunda avaliação para definir futuro

Publicado em

Sergio Pérez não pôde ir a Silverstone nesta quinta-feira (30), e por um motivo preocupante. De acordo com informações divulgadas pela Racing Point, o piloto mexicano teve resultado inconclusivo em teste de coronavírus, obrigatório antes de entrar no paddock da Fórmula 1, e não participou da coletiva de imprensa.

Apesar de o resultado apenas criar suspeitas, sem sintomas ou confirmações de coronavírus, a possível infecção já basta para a F1 ficar em alerta. A presença de um único infectado no paddock já seria suficiente para colocar em risco a sequência da temporada 2020.

O teste em questão foi o do swab, o popular cotonete, que é inserido em uma das narinas para coletar material do examinado.

Continua depois da publicidade

Leia também: Torcedor do Coritiba faz homenagem a Rodrigo Rodrigues

Pérez, assim, fará um novo para confirmar se está infectado ou não. Somente após uma avaliação conclusiva será determinado o possível retorno do mexicano ao paddock do GP da Inglaterra. De acordo com a Racing Point, o #11 está em isolamento enquanto aguarda pelos novos resultados.

Caso esteja infectado, Pérez deixa um carro vago na Racing Point. Stoffel Vandoorne e Esteban Gutiérrez são possíveis substitutos: os dois tem vínculo com a Mercedes, que divide pilotos reservas com os rosáceos.

Silverstone

Quem quer que seja escolhido tem chances também retornar para a prova seguinte, o GP do 70° Aniversário, também em Silverstone.

É que, de acordo com determinações do governo britânico, pessoas com sintomas de coronavírus são obrigadas a ficar em isolamento por dez dias. Dessa forma, não haveria tempo hábil para Pérez retornar à Racing Point na próxima semana.

A Fórmula 1 tem sido rígida com protocolos. No fim de semana do GP da Áustria, Sebastian Vettel, Christian Horner (chefe da Red Bull), e Helmut Marko (conselheiro da equipe) receberam uma advertência da FIA por estarem conversando sem uso de máscaras.

Já Charles Leclerc foi visto em um evento social com amigos dias depois da corrida — o monegasco voltou para casa no intervalo entre esta corrida e o GP da Estíria.

Pérez faz em 2020 sua décima temporada na F1. O mexicano usa o poderoso RP20 para aparecer em sexto no Mundial de Pilotos. O começo é promissor, mas Sergio ainda não cumpriu expectativas de de fato brigar por pódio com a ‘Mercedes rosa’.

Um possível resultado positivo seria o terceiro no paddock da Fórmula 1 desde o começo da temporada 2020, um mês atrás.

Outros dois infectados foram identificados na Hungria e prontamente isolados, sem identidade revelada.

Fonte: Grandepremio

 

 

 

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X