Packers suportam reação dos Seahawks, vencem em casa e vão à final de conferência na NFL
Green Bay mantém jejum de Seattle e Russell Wilson no Lambeau Field e avança comandado por trio Aaron Rodgers, Davante Adams e Aaron Jones - Foto: Gregory Shamus/Getty Images

Russell Wilson tirou alguns coelhos de sua cartola, mas o Houdini da NFL continua sem saber qual mágica precisa produzir para vencer no Lambeau Field.

O quarterback do Seattle Seahawks visitou o lendário estádio do estado de Wisconsin pela quarta vez em sua carreira neste domingo e, como em todas as demais partidas, saiu derrotado.

O Green Bay Packers suportou uma grande reação do rival, venceu em casa por 28 a 23 e avançou à final da Conferência Nacional (NFC) pela primeira vez desde 2015.

O obstáculo no caminho do Super Bowl será o San Francisco 49ers, dono da melhor campanha na conferência e que derrotou os Packers por 37 a 8 durante a temporada.

A decisão acontece em Santa Clara (EUA) no próximo domingo, às 20h40 (horário de Brasília).

O tabu não era só de Russell Wilson: os Seahawks não vencem em Green Bay desde 1999. Neste domingo, o time sofreu sua nona derrota seguida no Lambeau Field.

Os Packers venceram desta vez graças a um primeiro tempo dominante, em que marcou 21 pontos e sofreu apenas três. A ineficiência do jogo corrido somada à péssima atuação da defesa por três quartos condenou Seattle.

O quarterback Aaron Rodgers foi o maestro da vitória dos Packers. Ele acertou 16 de 27 passes para 243 jardas e dois touchdowns.

Ambos os passes na endzone foram para o wide receiver Davante Adams, que conquistou 160 jardas aéreas, um recorde da franquia em pós-temporada. O running back Aaron Jones completou o trio forte de Green Bay com 62 jardas corridas e dois touchdowns.

Russell Wilson é derrubado por Blake Martinez no segundo quarto — Foto: Quinn Harris/Getty Images
Russell Wilson é derrubado por Blake Martinez no segundo quarto — Foto: Quinn Harris/Getty Images

Wilson teve 277 jardas em 21 passes certeiros de 31 tentados, além de 64 jardas corridas e um touchdown de passe.

Contudo, foi derrubado pela defesa dos Packers atrás da linha de scrimmage cinco vezes, o que matou algumas de suas oportunidades de ataque. Destaque da vitória sobre o Philadelphia Eagles na estreia nos playoffs, o wide receiver novato DK Metcalf foi bem marcado e obteve apenas 59 jardas em quatro recepções, e o destaque dos Seahawks foi Tyler Lockett, que teve 136 jardas aéreas em nove recepções.

O running back Marshawn Lynch marcou dois touchdowns, mas conseguiu somente 26 jardas terrestres em 12 corridas.

Os Packers não demoraram a mostrar sua força em casa. Logo na primeira campanha, a equipe marchou 75 jardas e chegou ao touchdown num passe de 20 jardas de Aaron Rodgers para Davante Adams.

Na defesa, forçou um fumble não marcado pela arbitragem – após a revisão em vídeo, os árbitros reconheceram o erro, mas surpreendentemente mantiveram a marcação por uma incapacidade de determinar quem recuperou a bola – e um punt após quatro jogadas.

Seattle encontrou seu ritmo no final do primeiro quarto, quando Russell Wilson comandou uma campanha de 32 jardas que terminou num field goald de 45 jardas convertido por Jason Myers.

Green Bay respondeu no segundo quarto com seu segundo touchdown, numa corrida do running back Aaron Jones para uma jarda. O ataque dos Packers também foi auxiliado por duas penalidades contra a defesa adversária.

Wilson tentou reagir na posse seguinte e chegou a levar os Seahawks até a linha de 32 jardas do ataque.

No entanto, novamente não conseguiu mais do que uma tentativa de field goal… que Myers errou, a 51 jardas de distância do gol.

Green Bay aproveitou para ampliar sua vantagem a 21 a 3 com mais um touchdown de corrida de Jones. Ainda houve tempo para uma tentativa de “Hail Mary” de Wilson, que não teve sucesso.

Com Seattle três posses de bola atrás no placar, Russell Wilson começou a trabalhar sua magia no terceiro quarto.

O quarterback comandou os Seahawks 69 jardas através do campo, e a equipe marcou seu primeiro touchdown no jogo com uma corrida curta de Marshawn Lynch.

A defesa, contudo, não colaborou e permitiu aos Packers percorrerem 75 jardas em cinco jogadas, incluindo um passe de 40 jardas de Rodgers para Davante Adams anotar outro TD.

Wilson não se deu por vencido: comandou outra longa campanha, desta vez de 77 jardas, e passou para o touchdown de Tyler Lockett, que reduziu a desvantagem novamente a 11 pontos.

A defesa dos Seahawks correspondeu na posse seguinte, forçando os Packers a um punt no início do último quarto. Wilson voltou à obra imediatamente: escapou de sacks e fez passes espetaculares em movimento.

Após oito jogadas e 78 jardas, Lynch estava de volta à endzone, e os Seahawks estavam apenas cinco pontos atrás com 9m33s ainda por jogar. A equipe ainda tentou uma conversão de dois pontos, que possibilitaria um empate com um field goal, mas a defesa de Green Bay sacou Wilson novamente.

A defesa visitante voltou a aparecer em seguida e parou o ataque dos Packers. Graças a um sack de Shaquem Griffin, linebacker famoso por ter uma amputação no braço esquerdo, Green Bay não avançou mais do que 25 jardas e foi forçado a devolver a posse de bola.

Desta vez, porém, Wilson não conseguiu fazer nada com ela. A defesa dos Packers sacou Wilson pela quinta vez no jogo e fez Seattle chutar o punt após apenas quatro jogadas.

Os Seahawks precisavam parar Green Bay mais uma vez. Aaron Rodgers, porém, mostrou toda sua grandeza com dois passes completados em terceiras descidas longas para manter o time da casa no ataque até o cronômetro chegar em zero.

Fonte: Globo Esporte

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.