Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Médicos reduzem sedação de coma induzido de Zanardi um mês após acidente

Hospital italiano onde piloto e bicampeão paralímpico está internado diz que quadro neurológico ainda é grave

Publicado em

Dez dias depois da última cirurgia pela qual passou, para reconstrução craniofacial, Alex Zanardi teve seu estado de saúde atualizado pelo hospital da Universidade de Siena, onde segue internado.

O ex-piloto de Fórmula 1 sofreu um acidente de bicicleta adaptada durante a prova Obiettivo Tricolore, no dia 19 de junho, e sofreu sérias lesões cerebrais e faciais.

De acordo com a nota divulgada pelo hospital, Zanardi segue na Unidade de Terapia Intensiva e em coma induzido, mas teve sua sedação reduzida. O quadro neurológico segue grave.

Continua depois da publicidade

Confira a nota:
“Com referência às condições clínicas de Alex Zanardi, internado na Unidade de Terapia Intensiva do Aou Senese, a gerência da saúde informa que a redução progressiva da sedoanalgesia foi iniciada hoje. Após a redução da sedação, serão necessários alguns dias para novas avaliações do paciente pela equipe multidisciplinar que cuida do atleta para permitir a sequência de seu caminho terapêutico e de reabilitação. Atualmente, os parâmetros cardiorrespiratórios e metabólicos permanecem estáveis, o quadro neurológico permanece sério e o prognóstico permanece confidencial.”

Leia Também: COI oficializa idade limite de 24 anos no futebol masculino em Tóquio

Tais informações foram divulgadas em acordo com a família de Zanardi, que havia pedido para atualizações serem colocadas ao público apenas em caso de mudança significativa no estado do piloto.

Entenda o acidente

No dia 19 de junho, Zanardi se acidentou quando competia em uma bicicleta adaptada na cidade de Pienza. O bicampeão da Indy (então CART) se chocou com um veículo pesado e sofreu múltiplos traumas, sendo removido do local de helicóptero. O procedimento na cabeça de Alex aconteceu pouco mais de duas horas após a notícia de seu acidente.

Alessandro participava de uma das etapas do revezamento Obiettivo Tricolore (Objetivo Tricolor), uma jornada que reúne atletas paralímpicos em bicicletas de mão, bicicletas ou cadeiras de rodas olímpicas.

Os participantes realizavam deslocamento entre duas etapas e passavam pelo km 146 da estrada entre Pienza e San Quirico d’Orci quando o incidente aconteceu. Os relatos são de que Zanardi perdeu controle, entrou na contramão e acabou atingido por caminhão.

A trajetória de Zanardi

Zanardi apareceu para o mundo do automobilismo em 1991, quando foi vice-campeão da F3000, perdendo para Christian Fittipaldi. Foi ainda no fim daquele ano que o italiano chegou ao grid da Fórmula 1, realizando três corridas com a Jordan. Nas temporadas seguintes, passou sem brilho por Minardi e Lotus, até rumar para a Indy.

Foi nos EUA que Alex se encontrou e virou uma estrela. Em três anos de Ganassi, foi campeão em 1997 e 1998, conseguindo voltar à F1 em 1999, mas novamente sem sucesso, na época com a Williams.

Em 2001, o piloto reapareceu na Indy com a Mo Nunn e, na etapa da Alemanha, em Lausitzring, sofreu um acidente que mudou os rumos de sua vida. Após fazer um pit-stop, o então líder da prova perdeu o controle na saída do pit-lane, rodou e foi acertado em cheio pelo carro de Alex Tagliani. A impacto da batida foi fortíssimo e Alessandro perdeu as duas pernas.

Mas Zanardi jamais esmoreceu, jamais desanimou. Um ano depois, voltou à mesma Lausitzring e completou as 13 voltas que faltavam para completar a corrida de 2001, com um modelo adaptado.

O piloto seguiu sua carreira no automobilismo, correndo no WTCC (Mundial de Carros de Turismo), pela BMW, inclusive vencendo corridas. Mas pouco a pouco, o foco do italiano mudava para as competições paralímpicas e viu nas maratonas um novo desafio a ser suplantado.

Fonte: Grande Prêmio

 

 

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X