Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Lakers batem o Jazz e confirmam 1ª posição do oeste

Em noite estelar do ala-pivô, time californiano arranca vitória por 116 a 108, e sem poder mais ser alcançado na conferência, vai aos playoffs como 1º da conferência; Mitchell se destaca no Jazz

Publicado em

O Los Angeles Lakers entrou em quadra mordido para enfrentar o Utah Jazz. Afinal de contas, o time foi superado por Kyle Lowry e os Raptors, que se estabeleceram de vez como candidatos ao título.

Ou seja, contra o time de Salt Lake City, era grande a sede, a vontade de dar a volta por cima. E num duelo entre times tão balanceados, ficou claro desde o início que venceria quem errasse menos.

Anthony Davis e Donovan Mitchell travaram um duelo de arrepiar até o início do terceiro quarto, mas faltou ao Jazz fôlego ofensivo na reta final. Com um duplo-duplo de 40 pontos e 12 rebotes de Davis (que também teve 3 roubadas e 1 toco), os Lakers venceram por 116 a 108.

Continua depois da publicidade

Sabe a história do “quem erra menos”? Os times tiveram noites parecidas nos rebotes (42 a 38 Utah), nas assistências (25 a 23 Utah) e nos arremessos de quadra (50% a 44% Lakers). Só que no aspecto cuidado com a bola, o Jazz perdeu o jogo. Foram 7 turnovers a mais que os Lakers.

Assim como Anthony Davis, LeBron James também fez grande partida (22 pontos, 8 rebotes e 9 assistências). King James teve como grande momento um toco sensacional. Donovan Mitchell foi o melhor em quadra pelo Utah Jazz ao anotar 33 pontos, 5 rebotes e 4 assistências.

Leia também: Depois da Renault, Ferrari faz novo protesto contra “Mercedes rosa”

Destaque também para os 16 pontos e 13 rebotes de Gobert e para os 24 pontos e 8 assistências de Mike Conley.

Que toco foi esse, LeBron?!

No segundo quarto, LeBron protagonizou o lance mais sensacional da partida. Um toco brutal em cima de Royce O’Neale, que tentou infiltrar no garrafão dos Lakers e levou a famosa “pregada” na tebela. Que lance!

A força de uma primeira colocação

Essa é a 12ª vez desde 1984 que os Lakers garantem a primeira posição do oeste numa fase regular. A franquia ganhou o título 6 vezes nessa posição.

O jogo

1º Quarto – Davis arrebenta, mas Jazz consegue manter equilíbrio

Determinado a se recuperar da atuação apagada contra os Raptors, Anthony Davis começou chamando a responsabilidade, fazendo os primeiros pontos dos Lakers. Ativo também na defesa, ele foi o responsável pelo bom início do time californiano.

O Jazz resistia com a dupla Micthell-Gobert, que carregavam a produção ofensiva. Sem conseguirem produzir nas bolas de três, os times investiram no ataque ao aro. Davis seguia na crescente, como cestinha com folgas da partida, seguido por LeBron. Ao fim do quarto, os times empatavam em 24 a 24.

2º Quarto – Mitchell é pedra no caminho dos Lakers, e duelo segue muito equilibrado

LeBron James resolveu se colocar sob os holofotes e impressionou com um toco sensacional e um passe estiloso para uma ponte aérea com Dwight Howard. Só que o Utah Jazz ainda jogava mais bola e se mantinha na liderança. Mike Conley crescia no ataque e distribuiía bem as jogadas.

Outro segredo do Utah era a superioridade na briga pelos rebotes, principalmente os ofensivos. Mitchell tinha uma ótima partida como cestinha do Jazz no primeiro tempo, e Davis voltava do descanso no banco para reassumir o papel de protagonista.

O equilíbrio foi a tônica dos dois primeiros quartos, e no intervalo os Lakers venciam por 58 a 56. Davis tinha 22 pontos, e Mitchell 21.

3º Quarto – Davis comanda arrancada dos Lakers

O Utah Jazz tomou de assalto o começo do segundo tempo, emplacando um 8 a 0 no talento de Donovan Mitchell, que além de ter a mão calibrada, tomava boas decisões. A ótima movimentação de bola do Utah ajudou a desmontar a forte defesa dos Lakers.

Enquanto LeBron recuperava as energias no banco, Davis se encarregava de manter os Lakers na cola do Utah. Não só pela performance no ataque, mas também pela defesa agressiva.

Ainda apoiado em Davis, o time amarelo conseguiu emplacar um bom momento, construindo sua maior liderança no jogo: 10 pontos a 1:30 do fim do quarto. O Jazz vivia seu pior momento, e ao fim do período os Lakers venciam por 86 a 76.

4º Quarto – Lakers seguram vantagem e Jazz morre na praia

Uma bola de três de LeBron fez esmorecer até o mais otimista torcedor do Jazz. O time de Salt Lake City passava a ficar 14 pontos atrás no placar restando 10 minutos para o fim. Com Mitchell estacionado desde o fim do segundo quarto, o Utah ficava órfão de inspiração ofensiva e via o barco afundar.

Reservas como Dion Waiters, Alex Caruso, Kyle Kuzma e Dwight Howard conseguiam manter o nível ofensivo, dificultando a vida do Jazz. A 3 minutos do fim perdendo por 10 pontos, o Jazz não desistia.

Cortava a vantagem para 6 pontos a 2 minutos do fim. Mas uma bola de três de Davis praticamente acabou com as chances do Utah. Final, 116 a 108.

Fonte: GE

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X