Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Chelsea anuncia contratação mais cara da história do futebol feminino

Publicado em

A atacante dinamarquesa Pernille Harder trocou o Wolfsburg, da Alemanha, pelo Chelsea, da Inglaterra, no que foi “a maior taxa de transferência para o futebol feminino”, segundo Ralf Kellerman, diretor do clube alemão.

Harder assinou com o clube de Londres na terça-feira (1º), em vínculo com duração de três anos. Ela ficou no Wolsfburg por três anos e meio e neste ano foi vice-campeã da Liga dos Campeões feminina.

Os valores não foram confirmados oficialmente, mas informações apontam que a quantia paga foi de 300 mil libras, o equivalente a cerca de R$ 2,1 milhões.

Continua depois da publicidade

Segundo Kellerman, diretor esportivo do Wolsfburg Frauen, a oferta apresentada pelo Chelsea fez a negociação ser benéfica para os dois clubes.

“Levando em conta o fato de que estamos tratando da taxa recorde de transferência para o futebol feminino, sem entrar na natureza exata dos valores envolvidos, e que Pernille só estaria conosco por mais dez meses e acabou de jogar a final da Champions pelo nosso time, nós decidimos que essa era uma solução justa para todos os envolvidos”, disse em manifestação sobre o assunto.

Leia também: Palmeiras e Inter empatam com pênalti polêmico marcado com VAR

“Nós estamos obviamente cientes das muitas qualidades de Pernille e do valor que ela tem para o nosso time. Por outro lado, eu estou certo que outras jogadores que ainda não realizaram plenamente seus potenciais entrarão no foco e isso nos permitirá continuar o caminho que estamos trilhando ao longo dos últimos anos”, complementa.

Harder, que tem sido considerada uma das melhores jogadoras do mundo, marcou 103 gols em 113 partidas pelo Wolfsburg, incluindo 25 gols em 28 partidas pela Liga dos Campeões.

Durante o seu período na liga alemã feminina, ela ganhou o campeonato e a copa quatro vezes seguidas e terminou como artilheira da liga em duas destas temporadas.

Ela foi escolhida como a jogadora do ano pela UEFA em 2018 e foi considerada a jogadora do ano na Alemanha em 2020 apenas alguns dias atrás.

O último jogo de Pernille Harder pelo Wolfsburg foi a derrota por 3 a 1 para o Lyon, da França, na final da Liga dos Campeões feminina no último domingo (30). Nas quartas-de-final, ela fez quatro gols na vitória do Wolsfburg por 9 a 1 contra o Glasgow, da Escócia.

“Pernille é uma das melhores jogadoras do mundo. O histórico dela no Wolfsburg e no Linkopings (time de futebol feminino sueco), assim como na seleção da Dinamarca, mostra o quão valiosa ela tem sido para os times em que jogou”, disse Emma Hayes, gerente de futebol feminino do Chelsea.

“Ela é uma fantástica jogadora que quer levar o seu jogo para o próximo nível. Ela escolheu o Chelsea como o clube que pode levá-la para esse nível. Ela pode jogar por qualquer time do mundo, mas nos escolheu. Escolheu os jogadores, o staff, o ambiente e o estilo de jogo. Não poderíamos ter um elogio maior de alguém que é uma das melhores do mundo”, afirma.

A atleta de 27 anos deve ajudar o Chelsea a manter um estilo ofensivo, com uma linha de frente de ataque, junto com a australiana Sam Kerr e as inglesas Fran Kirby e Bethany England. A parceira de Harder, a zagueira sueca Magdalena Eriksson, é a capitã do Chelsea e levantou o Community Shield em Wembley no sábado (29).

Chelsea, que venceu a Super Liga feminina por apenas 0,1 ponto depois de a temporada ser cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus, começa a defesa do seu título contra o Manchester United no próximo domingo (6).

Fonte: CNN

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X