Foto: Divulgação/Doutor Thomas

No Parque Municipal do Idoso (PMI), 2 mil idosos sentem, diariamente, os benefícios dos exercícios que acabam com dores, problemas na coluna e aumentam qualidade de vida: o “Lian Gong”. Para comemorar os 31 anos da terapia no Brasil, o espaço receberá no próximo dia 20, às 14h, o 2º Encontro da Terapia Chinesa Lian Gong. O evento é aberto ao público, no ginásio do PMI, localizado na Rua Rio Mar, 1.324, Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul. As matrículas já estão disponíveis para quem quiser participar.

A prática corporal chinesa, que nasceu na década de 1960 por criação de um ortopedista chinês, é oferecida pela Prefeitura de Manaus, compondo o quadro de 20 atividades disponibilizadas ao público no Parque. São quatro turmas com 23 alunos cada, totalizando 92 participantes, sendo oito aulas por semana, de segunda a quinta-feira, em dois horários, das 14h às 15h e das 15 às 16h.

Realizando o trabalho há quatro anos com os idosos matriculados, a professora Ana Alice Alencar, 55, pós-graduada em Acupuntura pelo Instituto Takinaga de Terapias Complementares, explica a importância da prática no quadro de atividades do PMI. “É uma atividade de baixo impacto, portanto, todo mundo pode fazer. O Lian Gong traz longevidade com qualidade de vida, trabalha o corpo, a mente e as emoções. Também ajuda na socialização das pessoas, por ser uma prática oferecida em um ginásio aberto, facilita a integração”, diz.

Programação

A programação iniciará às 14h, com a palestra da acupunturista e fisioterapeuta Rosana Rebello, 61, que abordará o tema “Saúde – Lian Gong, uma Ginástica Terapêutica que Cultiva Saúde e Vitalidade”. Em seguida, haverá a exibição de um vídeo apresentando a terapia pelo criador do Lian Gong, Zhuang Yuan Ming.

No decorrer do dia, a instrutora Ana Alice apresentará as 18 terapias com os idosos, que incluem os exercícios de percussão para vitalidade, combinando posturas paradas, movimentos e percussões feitas com as próprias mãos, trabalhando todas as regiões do corpo.

O Brasil é o país onde mais pessoas aderiram a essa prática. Em todos os Estados, os números vêm crescendo, no Amazonas, a cidade de Manaus tem o maior público, mais de 5 mil pessoas praticando, afirma Ana Alice, uma referência da atividade no Parque.

Frequentadora do Parque há um ano, Maria Rita, 60, foi diagnosticada com câncer há três anos, e as sessões de quimioterapia e radioterapia trouxeram dores excessivas nas articulações, prejudicando seus movimentos. “A partir dessa terapia, eu melhorei muito as articulações, as dores sumiram, pude levantar os braços, movimentar as pernas, dando muita sustentação ao abdômen. Pra mim foi muito importante essa terapia, por isso faço duas vezes na semana”, afirmou.

O Parque Municipal é um dos três pilares que norteiam a Política Municipal do Idoso em Manaus, com a proposta do envelhecimento com saúde, qualidade de vida e bem-estar. ”O Lian Gong em 18 terapias é uma técnica utilizada como estratégia de prevenção, promoção da saúde e redução de agravos em dores no corpo dos idosos. Além dos benefícios para o corpo, proporciona a construção de laços sociais e possibilita a sociabilização dos idosos usuários do PMI”, explicou a diretora-presidente da Fundação Dr. Thomas, Martha Moutinho.

Matrícula

Para os idosos que desejam efetuar a matrícula para participar destas e outras atividades oferecidas pelo Parque, é necessário apresentar a seguinte documentação no setor de admissão: documento de identidade, duas fotos 3×4, comprovante de residência, um atestado cardiológico indicando o grau de intensidade da atividade a ser realizada, com o laudo dos seguintes exames: hemograma completo, eletrocardiograma com laudo, EAS, EPF, raios-x de tórax com laudo, lipidograma, glicemia e colesterol total.

O parque pode ser frequentado pela população idosa de Manaus, por homens e mulheres a partir de 55 anos (somente pelo turno vespertino) e 60 anos (prioridade pelo turno matutino).

Fonte: Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here