EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Vai viajar ainda em 2020? Saiba os cuidados que você precisa ter

Cinco cuidados que os viajantes precisam ter ao retomar as viagens

Publicado em

Vivemos no meio de uma pandemia que paralisou as viagens internacionais e diminuiu o fluxo de viagens nacionais. O novo coronavírus (Sars-CoV-2) transformou o turismo mundial, que deve começar a se recompor no segundo semestre de 2020.

Ainda é incerto dizer quando será seguro viajar  novamente, porém algumas pessoas precisam manter suas viagens por questões familiares ou de trabalho. Portanto, para quem irá percorrer o mundo nos próximos meses, o Portal iG Turismo conversou com o turismólogo e influencer, Tiago Lopes, que deu cinco cuidados essenciais para se proteger no pós-pandemia.

1. Comprar passagens e hospedagens com 100% de garantia de cancelamento grátis

Apesar de muito discutido, o fim da pandemia da Covid-19 ainda não é certo. Imagina se precisarmos passar por outro período de quarentena? Portanto, é importante ter atenção redobrada com as políticas de cancelamento, tanto de hotéis, quanto das companhias aéreas.

Os próximos dois anos serão, de certa forma, um reflexo da pandemia e da economia. Por isso, na hora de fechar a viagem, dê preferência para quem oferece 100% de garantia de cancelamento grátis. “Como ainda não sabemos o que irá acontecer e como o mercado de viagens vai reagir, busque uma garantia de cancelamento. Assim, caso não consiga viajar, consegue recuperar seu dinheiro”, conta Tiago Lopes.

2. Procurar por destinos nacionais em 2020

Se a sua viagem não é para negócios, é possível escolher os destinos. Para quem quer planejar férias ainda neste ano, o ideal é optar pelos destinos nacionais.

“Não existe nenhum movimento internacional concreto do que pode acontecer, o que nos deixa sem garantia. Você ficaria dependendo da situação do outro país: como estão suas fronteiras, fechadas ou abertas? Se escolher destinos nacionais, é mais fácil de não ter imprevistos”, explica o turismólogo.

3. Buscar lugares que não sejam propensos a aglomerações

Pelo menos até o fim de 2020, tanto para destinos nacionais, quanto internacionais, evite locais que costumam ter muita aglomeração. Mas se for impossível, o ideal é manter o distanciamento social de, pelo menos, 1.5 metros da pessoa a frente.

“Sei que lugares com muita gente podem ser os mais buscados, mas neste momento devem ser evitados. Procure destinos mais vazios, como hotéis-fazenda, por exemplo”, aconselha Lopes.

4. Analisar a situação política do país de destino 

Esse é um recado para quem pensa em viajar em 2021 . Pela visão dos especialistas, o próximo ano será o momento em que as viagens internacionais vão começar a voltar com maior segurança.

Para quem pretende investir em uma viagem para fora do país, a sugestão é pesquisar, com afinco, as políticas do país desejado. “Avalie muito como está a política do país. Como está, na data que você estiver planejando a viagem, a taxa de contágio. Pesquise como está a relação entre o Brasil e este outro país, descobrindo se eles estão permitindo viagem entre os dois territórios e quais as condições, se houverem”, explica.

5. Se proteger com máscara

Mesmo com o fim da pandemia, o vírus continuará circulando, então é sempre importante manter as precauções que já foram sugeridas pela Organização Mundial da Saúde – OMS. No Brasil ou fora dele, essas medidas são essenciais para que não existam imprevistos, além de priorizar a saúde.

Fonte: IG Turismo

Leia Também: 5 bons motivos para visitar a Amazônia pós-pandemia 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X