EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Substância extraída da maconha pode reduzir ação do coronavírus no corpo humano

Publicado em

Um grupo de cientistas canadenses da Universidade de Lethbridge está testando a interação entre o extrato de canabidiol – substância presente na maconha – e o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

De acordo com os pesquisadores, é possível que a substância apresente uma ação preventiva em relação à Covid-19.

De acordo com o estudo, existem evidências de que o canabidiol possa diminuir o número de receptores nas células, o que impede que elas sejam “sequestradas” pelo coronavírus.

Ou seja, reduzindo o poder de multiplicação do vírus.

Para realizar a pesquisa, o grupo chegou a criar um modelo 3D de partes do corpo humano, como áreas do sistema digestivo e respiratório, diretamente atingidos pela Covid-19.

Leia Também: Ministério da Saúde libera cloroquina para todos pacientes com coronavírus

Com o modelo, os pesquisadores conseguiram simular a ação de diferentes extratos derivados da mesma planta, além da sua interação com outros medicamentos.

Enquanto o canabidiol – que não possui ação psicoativa – demonstrou resultados otimistas, o THC , outra substância presente na maconha, mostrou um desempenho insatisfatório. O resultado ainda destaca que todas as descobertas são preliminares.

Fonte: iG 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X